terça-feira, 16 de março de 2010

Aprendendo a gravar parte 10 - Finalizando o CD

Pra finalizar o curso, gostaria de recapitular tudo com você o que postei:

Na primeira postagem falei como ligar seu equipamento/instrumentos no computador.

Na segunda postagem te mostrei os programas que se usam para gravar

Na terceira postagem falamos sobre a mesa virtual dos programas, ou seja “bus” e “aux”

Na quarta postagem sobre o volume da gravação entrada/saída

Na quinta postagem sobre o inicio da equalização e equalizadores

Na sexta postagem sobre as freqüências da equalização

Na sétima postagem sobre os efeitos

Na oitava postagem sobre o consumo de memória do computador

Na nona postagem Sobre equipamentos e ambiente

E por último agora, falaremos de finalizar o CD. Como já falei os itens principais em algumas postagens , aqui só vou complementar as mesmas.

1)Aumentado freqüências (link Aqui): até agora não se sabe porque temos que fazer um cd soar alto ao ponto da distorção. Minha opinião pessoal é como o pessoal tem “preguiça” até nas rádios de aumentar o botão do volume nos opuseram essa ditadura do volume. Porém o outro lado da moeda é que com os equipamentos hoje estão muito bons o som está sendo gravado cada vez mais puro. Na figura abaixo você pode ver onde cada freqüência atinge nosso ouvido note que nosso ouvido houve mais as médias freqüências e as altas do que as outras A cabe a você decidir quais freqüências aumentar.

2)Conflito de picos (link aqui): como já comentei na quinta postagem do curso, o conflito de picos e o mascaramento acústico são responsáveis por estragar a maioria das gravações e só existe duas maneiras de resolve-lo: pan, volume e equalização. Seja sábio nessa parte, teste várias vezes.

3) Masterizando o cd com volume alto (link aqui): Novamente ressalto sobre os graves: você pode colocar os mesmo no máster final com os plugins que já falei (wave Maxbass, wave rbass) porém um das coisas que descobri recentemente que o grave do Baixo é tem um espectro mais largo que o do Bumbo (kick), por isso cuidado para não embolar ambos. Nessa postagem (link aqui) falo sobre equalização do kick.. Já notou que quando escutamos uma música Techno ou dance, mesmo não escutando nenhum instrumento apenas o bumbo, caixa e xipos temos a sensação de ouvir uma melodia de fundo?Porque algum instrumento grave está fazendo essa linha!Em freqüências abaixo de 40 Hz não ouvimos as mesmas, apenas sentimos suas vibrações!

4)Fazendo um cd soar comercialmente (link Aqui): infelizmente se eu te disser que depois de curso seu cd ficará igual ao do seu artista favorito, estou mentindo. A verdade que quanto melhor o conjunto (equipamento/instrumento/computador) melhor será sua gravação o que posso fazer é passar como seu cd se aproximar de um CD comercial enquanto você tiver um simples equipamento. Muitos cd comerciais ultimamente estão um lixo, e sabe porque?A pressa de ganhar dinheiro e do trabalho pronto!Isso acaba com a carreira de muito músico por aí, por isso faça tudo com paciência. Como já disse “quando você aprender tirar água da pedra” o resto é bem fácil.

5)Promova seu som: após fazer sua música, aconselho a se cadastrar em site de música independente como o Palco MP3 . Nesse link você verá uma postagem que fiz ano passado sobre “auto promoção”. Porém se você gravar e não mostrar seu trabalho nunca irá ganhar elogios ou críticas ou ainda ser descoberto, por isso quando gravar não deixe seu trabalho escondido.

6)Direitos autorais: Embora estão se revendo a política de direitos autorais (link aqui) existem algumas maneiras que você pode se defender do plágio.

A)Para saber como se registra uma música clique aqui ou aqui

B)Se você não tem dinheiro para registrar, faça uma cópia da mesma escrita a mão com sua partitura e autentique em algum cartório.Ela não constará como música registrada, mas impedirá de alguém copiar e usa-lá sem pagar direito autoral.

C)Grave um CD comentado, com data, para provar que as músicas são suas.

7)Busque o conhecimento: nesse link vários sites que irão ajudar você a evoluir muito mais em gravações. O que passei aqui nesse curso, é a maioria das soluções para gravar com um simples equipamento que encontrei até agora, eu não sei ainda uma série de coisas por isso vivo estudando, ouvindo e trocando opiniões. Pra quem mora no Rio de Janeiro e São Paulo há vários cursos de gravação ótimos e pra quem tem internet ainda há cursos de gravação on line. Tudo que falei aqui é para você começar a gravar e se interessar pelo assunto, o caminho é longo e árduo mais muito recompensador! Cabe a você agora preparar sua música para o mundo todo ouvir!

Boa sorte!






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acreditamos sempre na liberdade de expressão e na troca de ideias!
Por favor pense antes de comentar!
Se está com alguma dificuldade coloque o e-mail para podemos responder com mais clareza! Abraços! Ótimas Gravações!