quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Produção: meu primeiro CD é um DVD!

Parece bobagem esse titulo, mas posso garantir que já é a tendência do mercado e novamente a ideia parte das grandes gravadoras. Numa postagem, comentei que “talvez” as gravadoras aumentaram o volume da música e sacrificaram a dinâmica para diferenciar das gravações dos home studio e dos pequenos estúdios. Porém todo mundo sabe que hoje em dia, a tecnologia deles está acessível graças a internet e como há uma séria de engenheiros pressionando a volta da dinâmica elas precisam de outro fator que destaque seus “artistas” dos demais. O resultado é que volta e meia você na tv um artista de que nunca ouviu falar lançando DVD com o dizer “show nacional”. Mas qual a vantagens disso? É o que vamos analisar nos próximos itens.

1)Com um DVD se cria um CD
Pra começar, o DVD pode acumular várias horas de aúdio, pois pode partir do formato básico do CD (44 kHz em 16 bits) até o seu formato máximo (192 kHz em 24 bits). A principal vantagem é que se no show do DVD pode caber até 24 músicas em formato máximo, no CD vai caber apenas 17 em seu formato máximo (ou seja, o CD está pronto com o DVD é só separar as trilhas e cria – lo) dando ao DVD um conteúdo extra, além daquela história de bastidores, como foi feito, etc... A prova disso é que muitos artistas nacionais conhecidos de 2008 pra cá, lançaram de cara DVD e CD juntos para diferenciar dos outros.

2)Na visão do espectador, na visão do contratante
Com um DVD/CD na mão muda-se tudo: do profissionalismo até os contratos. Na visão do espectador, uma cantor/banda que tenha isso é considerado mais “TOP” que os demais (mesmo que o som seja uma bela porcaria) e na visão do contratante, ele contrata um show que espera que seja igual ao DVD e pro artista é muito melhor porque ele pode mudar totalmente o valor de sua “garantia” e de seu cachê (normalmente depois de um DVD a tendência é dobra – ló).

3)Quais os benefícios?
De cara você mata 2 coelhos: O vídeo com seu show e o CD ao mesmo tempo, assim aumentando muito mais a chances de contratarem o artista, além se você for criativo irá mostrar um diferencial. Outra coisa, é poder fazer um "panorama real" (quem usar home theater se sentirá dentro de um show) além poder acrescentar "frequências graves" inexistentes em aparelhos comuns.

4)Quanto custa isso?
Se pra gravar um CD custa horas de empenho e estúdio, você já pensou quanto custa gravar um DVD? Vamos fazer uns “cálculos baixos”:

Local de gravação (ginásio, teatro, centro de eventos)
R$ 2000,00 a locação

Licenças (ECAD, prefeitura, corpo de bombeiros)
R$ 1.500,00 (totalizadas)

Sonorização (precisar ter pelo menos uma mesa digital)
R$ 2000,00 (dependendo o que oferece)

Iluminação (geralmente a sonorização já tem)
R$ 1000,00 (sem nenhum telão de led)

Equipe de sonorização (roddies, produtores, mesários, iluminadores)
R$ 300 x 15 = R$ 4.500,00

Equipe de gravação (geralmente um estúdio com tecnologia surround)
R$ 600 a hora de gravação (vamos dizer que o DVD vai ter 2 horas, R$ 1.200)

Equipe de maquiagem e troca de figurino
R$ 100,00 x 5 = 500,00

Mixagem (horas de estúdio)
R$ 500,00 x 8 = R$ 4.000,00

Masterização
R$ 500,00 x 4 = 2R$ 2.000,00

Arte do DVD
R$ 1000,00

Capa do DVD
R$ 1,00 x 1000 (cópias) = R$ 1000,00

Prensagem do DVD
R$ 0,50 x 1.000 (CÓPIAS) = R$ 500,00

Prensagem do CD
R$ 0,50 x 1.000 (CÓPIAS) = R$ 500,00

Marteking e divulgação
R$ 5000,00

Total do DVD/CD = R$ 20.000, 00

Claro que isso não envolve só a gravadora! Os artista independentes buscam apoio de patrocinadores e amigos para gravar seu DVD/CD, além disso é cobrado o ingresso do show de gravação, ou seja, se ele colocar no local 1000 pessoas sendo que cada ingresso seja vendido a R$ 10,00 ele já tem R$ 10.000 a metade do valor do DVD. Porém vale lembrar que muito dificilmente um show para um lançamento nacional de uma grande gravadora sairá por menos de R$ 50.000.

4)Já faço gravação, como entrar nessa?
Se você tem prática de gravar e mixar, sugiro comprar um “home teahter” um placa que tenha surround (como um Sound Blaster Audigy) e experimentar mixar sua músicas em surround. Claro que você precisa ter o equipamento de mixagem básico, pois o surround é apenas outro tipo de “panorama”. Aqui já fiz uma matéria sobre como funciona o campo estéreo no nossos ouvidos.


Bom fim de semana!! Ótimas gravações!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acreditamos sempre na liberdade de expressão e na troca de ideias!
Por favor pense antes de comentar!
Se está com alguma dificuldade coloque o e-mail para podemos responder com mais clareza! Abraços! Ótimas Gravações!