segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Gravação e mixagem : como deixar sua voz bem projetada na frente - parte 1

DAW:Qualquer uma.
Dificuldade: Fácil/Médio.

Depois de uma férias poucos "proveitosas" volto a escrever nesse blog!
http://www.ggmusicandaudio.com/wp-content/uploads/2011/08/Natalie-Hall.jpgUm dos maiores desafios das gravações é a voz, então como você já deve ter lido muito por aí (ou até por aqui) dizem que a voz na frente é resultado de compressão. Outros dizem que é o resultado do "equilíbrio do volume dos instrumentos" e outros dizem que é o resultado do "aquário  do estúdio", do equipamentos e dos microfones.Pra começar tenho que comentar um artigo que li no site Audio Reporter sobre 45 dicas de gravação. Nessas dicas uma coisa notei que "inconsciente" quando comecei a gravar (quando ainda nem pagava um livro para ler sobre o assunto) eu pegava e fazia "camadas de voz" (curiosamente depois que comecei a ler sobre o assunto perdi a mão, pois os livros diziam que uma voz bem compressada era suficiente). Nessa postagem vou mostrar a você como pode colocar uma voz "bem na frente" apenas usando alguns "truques" se necessidade de tanta compressão..


Como funciona a Duplicação?
Na verdade o processo é feito mais que 2 vezes em diferentes etapas e processos. Geralmente estúdios não "regravam a principal" e sim a duplicam. Um exemplo é que "Boemian Rhapsody"  do Queen a voz principal foi "clonada" pelo menos 8 vezes (sendo muitas partes da voz gravadas no Home Studio de Mercury) segundo o guitarrista da Banda Brian May. (colocar video) Ouve tantas duplicações nas músicas do disco "A Night at the Opera" que até havia um selo atrás disco dizendo: "gravado sem o uso de sintetizadores"!




Outra voz que claramente ouvimos uma "duplicação" é o clássico do heavy metal "Rainbow on the Dark" de Dio, porém aqui o truque é deixar uma voz seca, outra com um reverb longo e a outra com um delay


 

Um outro exemplo de duplicação com vários "efeitos" simultâneo é voz de Kate Perry na música"California Gurlz". Note que aqui a três ou mais "camadas": uma pista seca, outra com "flanging" e a outra com "harmonist" ou "vocoder". Esse o típico exemplo de duplicação de pistas de vocal atual no pop e na música eletrônica.



Claro que isso não é um "truque" que todos produtores usam é somente mais uma ferramenta que você pode usar para destacar sua voz!Produtores famosos brasileiros são um claro exemplo que dificilmente"duplicam a voz", porém muitos que estão surgindo agora andam duplicando até demais.

 Uma voz "A la Beatles"
Nos anos 60 compressores ainda eram precários e uma mesa de "8 canais" era artigo de luxo!!! E por isso tudo que a gente houve dessa época "parece que o pessoal está cantando dentro do banheiro" (reverb era básico).Até que o Beatles uma idéia: porque não gravar as vozes uma em cada nota do acorde? O resultado é que as vozes que você ouve na maioria das gravações da banda John Lennon fazia a Tônica, George Harrison a 3º, Ringo Star a 5º e Paul Macterney a 8º. Na época possivelmente a banda fez isso para ser um "diferencial dos demais" mas fez mais que isso: colocou a voz bem na frente!


Como posso fazer isso? 

1)Primeiramente você tem que ter uma trilha de voz "bem gravada".
Quando digo isso não me refiro a equipamento e sim os detalhes que deixam a voz destacada: ponto de respiração, uso correto do diafragma, entonação correto das notas e lógico um equipamento que seja pelo menos de um "bom custo x beníficio".
 Para fazer a gravação da "voz principal" você pode apelar até para um truque bem comum em grandes estúdios chamado "destonação" ou seja gravar a música "frase por frase" sempre tentando fazer "ela o melhor possível". Particularmente sou contra isso, mas muitas vezes quando o cantor está muito "inseguro" é o melhor caminho. Após isso ele pode "regravar" em cima da voz "destonada" deixando assim a 2º gravação como a voz principal e assim que  você conseguir sua "voz principal" que é voz que vai aparecer "na frente".

2)Após isso regrave de novo em cima da voz principal.
Se você gravar corretamente o que vai acontecer é quando você tocar as duas elas irão soar como um "chorus" natural. Claro nunca será uma "exatamente igual a outra" (haverá diferença no fim das frases, nos pontos de respirações mas nada drástico) e essa voz pode ser até "fundida" com a principal (por exemplo fazer um render em estéreo com uma voz para direita e outra para a esquerda). Lembre-se "sem uma boa voz principal" o truque não funciona!!!

3)Duplique a voz principal 
Agora que você tem a voz principal basta apenas duplicar a mesma. Minha sugestão é você primeiramente deixar "organizada" a voz principal (fazendo todos os seus ajustes) para você sabe diferenciar a voz principal das demais. O fluxograma abaixo mostra como geralmente faço uma "duplicação" das pistas.
























Note que a cada "nova pista" colocamos um novo efeito, um volume diferente e um pan diferente e muitas vezes mudamos a equalização. Experimente fazer isso!!! Você pode ter resultados bem legais!!! Na próxima semana veremos na prática num música a duplicação de voz!!!

Boa semana!!!!

5 comentários:

  1. Achei muito interessante Valeu Mesmo...

    ResponderExcluir
  2. Achei muito interessante Valeu Mesmo...

    ResponderExcluir
  3. Obrigado! Em breve mais técnicas de voz! Volte Sempre!

    ResponderExcluir
  4. Muito bom amigo amei essa dica, vc poderia fazer um a sobre mixagem e qual plugins usarnuma mix e master

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Wesley já fiz várias... Mas brevemente farei uma mais atualizada... Volte Sempre!!!

      Excluir

Acreditamos sempre na liberdade de expressão e na troca de ideias!
Por favor pense antes de comentar!
Se está com alguma dificuldade coloque o e-mail para podemos responder com mais clareza! Abraços! Ótimas Gravações!