segunda-feira, 31 de maio de 2010

Gravação: Qual seu estilo de mixagem?


Isso é bem legal! Estou lendo livro de mixagem e logo nos primeiros capítulos e abordam isso. Uma coisa que já notei que minha músicas pra uns estão boas e pra outros falta algo, mas nunca entendi o porque. Esse texto que traduzi abaixo pode lhe ajudar a entender essa “pscologia” e porque sua música soa bem para um fanático por “Van Halen” Mas não soa bem por um fanático por Beattles, ou um fanático por música eletrônica.
Tudo isso porque nas mixagens também há estilos, e depende o que as pessoas ouvem, ficam viciadas nelas! Confira no texto abaixo:

Primeiro estilo “separado por pistas”

Todos acham o disco do Beattles Sgt.Peppers e de Jimi Hendrix Are you Experienced muito bons, mas quase ninguém sabe que eles foram gravados com um sistema chamado “4 por 4” ou seja, como só havia 4 canais nas mesas de som, a primeira mesa gravava uma parte da banda, e a segunda a outra parte e após isso tudo era mixado numa só, é só escutar músicas como Love You (Rolling Stones), Hole in my shoe (Traffic) para ouvir essa técnica.

Traffic - Hole in my shoe



Nova Iorque VS Londres

Em 1980 o som começou a mudar, pois devido a fusão dos estilos, vários engenheiros de som se espalharam e criaram estilos de mixagem. Para isso foi devido dois tipos de mixagem: O estilo de Nova Iorque, LA (Los Angeles) e Londres.

O estilo Nova Iorque se baseava por muita compressão, fazendo a mixagem ter mais “força” e “agressividade” (como os cidadãos da cidade) e em muitos caso a compressão de intrumentos (principalmente na área de ritmos) eram feitas e refeitas quantas vezes necessário e todo mundo começou a usar esse truque. Envia a bateria (muitas vezes com o baixo junto) num casal de BUS usando os mesmo compressores (espremendo o som a gosto) e juntando a compressão da sessão de ritmo num mesmo casal de faders fazendo com que tudo fique com brilho a partir do ganho (boost) de freqüências agudas (high) e graves (low e muitas vezes com muito ganho) para outro sinal bem comprimido. Um exemplo disso é só escutar os trabalhos de Ed Stasium como na música She the boss (Mick Jagger), The Smithereens ou Living Color.

Living Colour – Cult of Personality




O estilo LA trabalhava com um som mais natural e bem menos compressado do que estilo de NY e como menos efeitos do que o estilo de Londres. Esse estil tenta sempre capturar um evento musical e tenta recria-lo em estúdio. Um bom exemplo disso é o som de Doobie Brothers e os primeiros discos de Van Halen.

Van Halen – Atomic Punk




O estilo de Londres é um estilo musical que diferente do estilo de NY trabalha com compressão e várias camadas de efeitos. Esse estilo cria uma extensiva perspectiva que coloca cada instrumento no seu próprio ambiente contudo um bom arranjo musical é importante para qualquer boa mixagem que é uma das características desse estilo. Outra coisa é que muitas coisas ocorrem em diferentes tempos da mixagem: algum novo efeito, alguma mudança de dinâmica, algum novo arranjo que resultam numa diferente perspectiva. O exemplo perfeito disso é o hit Owner of a Lonely Heart do Yes ou qualquer coisa feita por Trevor Horn (Seal e Grace Jones).


Yes - Owner of a Lonely Heart



O estilo Nashville hoje é um dos mais usados para músicas country. Este estilo é o desenvolvimento do estilo NY dos anos 60 misturado ao estilo LA dos anos 70: bem meloso, grandes vocais, muitas duplas, baterias pequenas, cordas, sopro, bem brilhante, etc... Não muito diferente das gravações de Andy Williams e Jim Reeves, porém hoje dia há mais elementos.

Brad Paisly - Behind The Clouds




A partir dos anos 90 apareceu vários Home Stúdios (estúdios caseiros) e muitos engenheiros começaram a trabalhar em casa e já não estavam mais mixando para um estúdio e sim para vários, além do surgimento de vários estilos eletrônicos que misturavam todos os estilo. Veja por exemplo o caso de duas músicas gravadas em Pequenos estúdios:

Pi Banda – Por quê?



Baratazul – Na parada do KM Azul



Então, qual o seu estilo?
Abraços!

4 comentários:

Willy disse...

Fala Grande, tudo bem? nossa tinha achado muito interessante seu post da semana passada, seu digamos passo a passo sobre como foi feita sua musica, só fiquei meio triste pq apagou... mas muito legal seu blog....

Abraço.

jabaout disse...

Willy, tirei a postagem porque a gravação não estava de acordo... Mas prometo que em breve vou postar de novo ela novamente assim como fiz minhas outras músicas...Vaçeu!

jabaout disse...

ops! É VALEU!

Ivan Silva disse...

Qual o nome do livro?