sábado, 18 de março de 2017

Coluna do Anício: Quer Cantar em público? Aprenda primeiro!

Olá pessoas!!!
Há quanto tempo hein?
Como primeira postagem desse ano (sim estamos em março mas é a primeira vez que escrevo de novo aqui no blog) gostaria de falar também sobre a voz (já que o Rafael falou nisso na postagem passada) e até achei interessante porque justamente há algumas semanas terminei de ler o livro do Dee Snider (vocalista da banda Twisted Sister) intitulado "Cale a boca e me dê o microfone" (não tem tradução em português então foi na base do meu inglês "mais ou menos" e do tradutor também) e uma das coisas do livro ele fala justamente sobre "aprender a cantar" e todo o encargo emocional que isso trás.
A Banda Twisted and Sister
É difícil falar mas vivemos num país onde "cantar bem" nunca foi "exigência" para as gravadoras e pra mídia, basta ver que depois dos anos (19)70 pouca gente de  "voz poderosa" realmente gozou dos "louros da fama" enquanto lá fora  se ouvia uma voz mais potente que a outra na MTV e antes que alguém fale alguma coisa, não era por falta de talentos, é porque nossa mídia nunca se importou em valorizar alguém "realmente extraordinário" na música com raríssima exceções pois parece que "cantar" nunca foi algo valorizado pela nossa cultura principalmente hoje em dia.
Eu sou um cara que adoro descobrir novos talentos tanto que pra isso sempre abro espaço para quem vem até mim e diz "posso tocar essa ou cantar aquela" e claro que isso faço quando eu posso (por exemplo não posso quando sou apenas um sideman de alguém) e assim vejo várias coisas por exemplo uma pessoa horrível que depois de um tempo se torna um talento, ou alguém que diz que tem talento e não estuda e infelizmente isso é 95% dos casos quando alguém enfia na cabeça que sabe cantar! 


Nesse verão dei oportunidade para acho que umas 12 pessoas talvez mais e muitos mais que não foram ou por timidez ou por intimidação (por experiência própria sem quanto um músico profissional e estudado pode te intimar!) mas do que foram o que me espantei é que apenas uns dois me surpreenderam, outros 4 que mantiveram a média e o resto eram totalmente desafinados e o pior é que muitos deles cantam profissionalmente
Claro temo que levar em consideração que o público normal nem presta mais atenção em quem canta pois estão mais interessados em beber, azarar e ficar do que ficar prestando atenção no cantor (principalmente quando ele é um anônimo ainda) mas então quem está prestando atenção em você?
Geralmente são os outros músicos, aficionados por músicas, invejosos e admiradores ou aquela pessoa que está somente ali para curtir um som pois hoje em dia as coisas são bem diferentes do que lá nos anos 90 (que foi minha geração)  tanto que se voz fosse realmente uma coisa importante hoje em dia não teríamos tantos vídeos ´com cantores anônimos horríveis com mais "Like" que cantores afinados  na internet! Muitos vão dizer "esse e um retrato de uma juventude que não leva nada mais a sério e sonha com a fama instantânea no meio artístico".
Porém são os mesmos que esquecem que para nossa "mídia" e para o "nossa cultura", nunca tivemos obrigação cantar bem (tanto que poucas escolar por exemplo oferecem oficinas de "canto e coral" onde em muitos países é uma matéria obrigatória) e por isso a gente vê mais pessoas com "atitude cantando semitonados" do que aquelas que tem "vozes incríveis cantando afinado e o mais incrível é que quando te desafiam a fazer algo melhor e você faz, não aceitam e ainda dizem que o Brasil não tem tradição de criar "grandes cantores" ou seja aquilo que ouvimos no The Voice, Raul Gil, Silvio Santos e outros programas são meras "ilusões" audíveis.
Na praia vi um vídeo de um americano que diz que "toda cultura pop se tornou política" e por isso a maioria dos ditos "novos artistas americanos" (cantores, bandas, atores) tem uma coisa em comum: estão engajados na política e os que não tiverem um "lado definido" nunca irão a lugar nenhum e sinceramente achei um delírio, mas depois fiquei pensando: se não há nada em comum entre eles, porque gente sem "talento comprovado" anda na "crista do sucesso" enquanto muitos com talento acabam desistindo da carreira por falta de oportunidade? Se por acaso a gente trocar a política por "troca de favores, amizades, corrupção ou posição social" não irá ficar tudo meio parecido?
Como músico a mais de 20 anos posso dizer o que eu digo aqui não é apenas inocência pois não descobri isso agora. 
Quantos eu vi subir os degraus da fama por fingir ser simpatizante de algo que estavam tentando implantar na cultura mesmo achando um absurdo? Qual a diferença de ser falso para ganhar um jabá ou de fazer "um teste de sofá" para ganhar um contrato?
A maioria mesmo gostando acham muito dos "novos cantores sertanejos"  desafinados principalmente comparado ao seu estilo e então te vendem a "imagem" que aquele "desafino dele ou dela" é seu estilo e assim você pode ter a consciência em paz para ouvir o mesmo, porque na realidade sua mente pode ser "burra" mas seu ouvido nunca, se ouvimos algo que não nos agrade nosso ouvido automaticamente irá mandar o cérebro se desligar (geralmente com uma tontura) e não precisa ser um "sertanejo", eu gosto de Metal e quantas vezes meus ouvidos já pediram para se afastar de uma música que estava escutando porque primeiro não estava gostando e segundo era muito barulhenta mesmo!
Essa história de "politicamente correto" e ficar "vendo bullying" em tudo tem ajudado também, porque não entra na cabeça desses "justiceiros sociais de Iphone" que "cantar desafinado não é doença" é falta de estudo e prática!
Qualquer um pode cantar afinado! Acredite quando digo isso!
Curiosamente, eu toquei alguns meses com um cantor sertanejo e muito afinado (tanto que ele é professor de canto) que sinceramente coloca a maioria destes que estão na mídia no chinelo e um dia , sua mulher me perguntou se ele iria ter sucesso e eu disse que talvez nunca.
Por qual motivo? Simples: ele é neutro e os neutros não chamam mais a atenção seja de empresários ou gravadoras.
Mas o pior é de tudo é que eles não querem os "neutros" mas também não querem os "que não estão do seu lado" alguém se lembra daquelas histórias de "panelinha", "grupos" ou ainda "lobby" ou "cartel"? Então muita coisa tem funcionado assim atualmente.
Mas não é motivo também para você entrar em desespero porque por mais que tenha "jabá" há uma coisa que nunca se consegue comprar: o público e a prova disso é que se essas músicas não fossem empurradas "goela abaixo" pela mídia já teriam saído de moda há muito tempo o que você precisa é de uma maneira de chamar atenção do mesmo pois já não basta mais a música, precisa ter algo visual incluso nela. É como Dee Snider diz:

O público nunca gostou de ver pessoas normais no 
palco e sim alienígenas! 

É um boa dica para rever seu conceito sobre seus shows, vídeos ou o que anda fazendo, principalmente nesses tempos de internet.



Que a música esteja com você!!!
Postado por:
Anício Oliveira
OMB:XX-XXX
Contato:
anicio.guitarra@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acreditamos sempre na liberdade de expressão e na troca de ideias!
Por favor pense antes de comentar!
Se está com alguma dificuldade coloque o e-mail para podemos responder com mais clareza! Abraços! Ótimas Gravações!