quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Mixagem: 10 efeitos e 10 aplicações na voz em 10 Videos!

Já fiz postagem sobre o usos de efeitos e aliás, isso é uma coisa bem comum se você olhar no You Tube ou até dar uma fuçada sobre tutoriais sobre efeitos.
Mas eu especificamente decide fazer hoje um sobre o uso de dez efeitos diretamente sobre a voz.
Para isso separei 10 vídeos em inglês e português sobre os mesmos.
Esses vídeos são para além da explicação você sentir o efeito na voz pois não adianta ficar escrevendo muito sem você ouvir do que estou comentando.
 Aqui no final de cada vídeo coloquei o quê dá para criar com cada efeito e também o que cada efeito demais causa no som e lembro que isso não "uma obrigatoriedade"!
e sim o que o mesmo faz pois a utilização dos mesmos só depende da sua criatividade e se o "campo estéreo" permite!

Boa leitura e audição!

1.Reverb
O Reverb é o pioneiro dos efeitos (juntamente com delay tipo eco) porque é uma coisa natural. Ele está presente praticamente em qualquer lugar "fechado" onde o som
possa bater e voltar ou onde possa ser produzido "eco" e por isso pode se dizer que ele é o "pai dos efeitos".
Hoje em dia os produtores preferem a "duplicagem" de voz do que inserção de muito reverb, contudo se você ouvir qualquer música da década de 1980 e 1990 irá ouvir
vários tipos de reverb em exagero!
O Vídeo a seguir mostra a utilização clássica do Reverb na voz




O efeito é ótimo para criar
Destaque entre o vocal principal e o back vocals. Encaixar a voz com os demais instrumentos no mesmo espaço.

O efeito demais causa Sensação de estar numa caverna, vocais no estilo new age oitentistas, embolamento do espaço entre os instrumentos.

2.Delay
O delay é o controle do atraso que o reverb/eco causam. Por exemplo, se você gritar dentro de uma igreja vai ouvir sua voz duplicada muitas vezes e o
delay foi inventado para fazer isso, porém você pode controlar esses "atrasos" mais conhecidos como feedback.
O Vídeo a seguir mostra a utilização clássica do delay na voz



O efeito é ótimo para criar
Destaque entre o vocal principal e o back vocals, tornar a voz mais presente.

O efeito demais causa embolamento, falta de ligação entre as frases nos pontos de respiração ou pausas curtas, expansão do campo estero da voz.

3.Chorus
O chorus é um avanço do efeito "trêmulo" que foi o primeiro efeito de "modulação" criado.
O "trêmulo" faz ondas (sonoras) até 60º e o "chorus" até 90º. O nome se deve ao fato que ele simula a sensação de ter "várias sons juntos" usando apenas um instrumento.
O Vídeo a seguir mostra a utilização do chorus na voz este é um truque bem usado pelos Djs e MCs



O efeito é ótimo para criar
Destaque na voz principalmente acompanhada de guitarras distorcidas ou sintetizadores.

O efeito demais causa Sensação do cantor estar num "banheiro", inversão de fase, trêmulação, duplicações inconvinientes.

4.Flanger
Embora não seja um efeito comum na voz, o flanger é um chorus de 360º (assim como phaser é um de 180º) podendo imitar o mesmo ou ainda acrescentar efeitos especiais a voz.
O Vídeo a seguir mostra a utilização do flanger na voz que é muito comum no funky e soul



O efeito é ótimo para criar
Vozes do tipo rádio (junto com a equalização) ou que cantor esteja "dentro da água" ou "queimando", efeitos claustrofobicos ou do tipo "rotary",
compasar a voz e o baixo criando um "fake sidechain" (o baixo deve estar usando o mesmo efeito).

O efeito demais causa embolamento total (já que praticamente ocupa todo campo estereo).

5.Pitch Shift
Conhecido também como shifter, pitch, detune este efeito "descentraliza" o som para a direita ou para a esquerda.
a esquerda faz o som ficar "grave" e a direita faz o som ficar agudo pois ele na verdade tira o som do seu tom original e coloca em outro.
Por exemplo: se a voz estiver em C (dó) poderíamos passar ela para D usando "+ 2 pitch" ou oderíamos passar ela para B usando " -1 pitch".
Desse efeito vem o famoso autotune e também o harmonist.
O Vídeo a seguir mostra a utilização do pitch shift. O Legal aqui é que o autor mostra como fazer aqueles "efeitos" que vemos na TV quando
os jornais alteram a voz e a imagem da pessoa para não aparecer!



O efeito é ótimo para criar
Destaque da voz quando colocado a voz no meio, e uma cópia dela para esquerda e para direita, ambas usando um shift diferente.
Pode colocar o cantor no tom da música se o mesmo "destonou" demais.

O efeito demais causa: Desafinação, tira a voz do seu tom original.

6.Harmony
Este é efeito é o controle dos "pitch" (tons) do som. Você pode formar por exemplo um "acorde de C" (dó) usando os seguintes parâmetros:

C (pitch 0), E (pitch +5), G (pitch +8).

A verdade é que ele é a junção de três pitch shift em tons diferentes.
O Vídeo a seguir mostra a utilização do harmony na voz.



O efeito é ótimo para criar
Coros e back vocals e até reforçar a voz principal "A la Beatles".

O efeito demais causa: Falta de compreensão entre as palavras, flagging (tira o som da fase).

7.Autotune
A felicidade dos "produtores" e a tristeza dos "cantores profissionais em busca da fama".
O "Autotune" irá fazer 20 anos ano que vem (2017) e ainda é o efeito de voz mais usado para corrigir imperfeições ou ainda
fazer aquele quem canta "mais ou menos" se tornar um bom "cantor".

O Vídeo a seguir mostra a utilização do autotune na voz de maneira bem iniciante!
Preste atenção! Esse autor demonstra como que canta "mais ou menos" pode cantar bem com o efeito!



O efeito é ótimo para criar
Camada de vozes (em diferentes parâmetros afina a voz mesmo).

O efeito demais causa:
Incompreensão. Parece que o cantor está bebâdo ou sem alcance vocal.

8.Distorção
Embora esteja mais associado a guitarra a distorção também é bastante usada na voz, principalmente para reforçar os harmônicos.
O Vídeo a seguir mostra a utilização do distortion na voz. É legal porque aqui vemos um uso não Tão clássico do efeito!



O efeito é ótimo para criar
Trabalhar junto com as demais camadas de voz, dá um ganho nos harmônicos.
Ótimo pra criar efeitos de rádio ou megafone.

O efeito demais causa
Incompreensão e saturação da voz no master.

9.Vocoder
A primeira música gravada com "Vocoder" foi "We are Robots" em 1978 pelo alemães "Kraftwerk" e após isso o efeito permaneceu no "limbo" (sendo usado muito pouco)
até que em meados de 2005 o "Daft Punk" trouxe ele a tona usando como o efeito principal de seus vocais.
Vocoder na verdade é um efeito "gerado por sintetizador com microfone acoplado" e não originário de "rack ou pedal" como os outros.
O Vídeo a seguir mostra a utilização do vocoder na voz.



O efeito é ótimo para criar
Voz de robo e camadas de voz ou vozes que precisam ser destacadas.
Pode também corrigir erros de afinação.

O efeito demais causa: Se não for definido as notas pode gerar uma voz "falada" ao invés de "cantada".

10.Compressor
Este efeito assim como o reverb não requer muita apresentação, pois sem ele sua voz não fica na frente.
O que você talvez não saiba que o compressor é o "meio termo" entre o "som limpo" e o "som distorcido" ou seja, sua função
é tentar da o maior "volume possível" sem que este mesmo distorça. Para isso ele consiste em pegar todas as ondas (alta ou baixas) da sua voz e "limitar" todas ao mesmo tamanho.
O Vídeo a seguir mostra a utilização do compressor na voz.



O efeito é ótimo para criar
Quase obrigatório para colocar sua voz na frente!

O efeito demais causa
Incompreensão do som, "dump" (pulos) e saturação excessiva.


Ótimas gravações!

Postado por:
Rafael o KH
Autor do blog Palco KH!
Músico e Técnico em T.I
OMB:13850
Contato:
rafael.kh@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acreditamos sempre na liberdade de expressão e na troca de ideias!
Por favor pense antes de comentar!
Se está com alguma dificuldade coloque o e-mail para podemos responder com mais clareza! Abraços! Ótimas Gravações!