terça-feira, 20 de agosto de 2013

produção:15 dicas que irão deixar seu "som caseiro" com cara de "som comercial"!

Todos os meses eu recebo e-mail de várias pessoas.
Algumas estão começando a gravar, outras já tem um certo tempo e estão dispostos a compartilhar/trocar ideias.Até agora nunca me fizeram uma pergunta que não soube responder (talvez não fosse a resposta que queriam ouvir mas respondi) porém como eu vejo que muitas vezes as perguntas "sempre são parecidas" nesta postagem vou tentar responder 10 dúvidas que surgem na hora de gravar em casa que espero que seja de grande ajuda.

DAW:Qualquer uma.
Dificuldade: Depende de você!

01)Estude muito e pratique.... E tenha calma!Ame fazer isso!
http://qamyp.qataracademy.wikispaces.net/file/view/32964154.gif/36946557/254x297/32964154.gifHoje em dia com a internet tudo está mais fácil em saber e conhecer porém o que falta mesmo é a prática. Se você quer gravar "para divulgar" não é necessário muita pressão basta gravar mesmo que seja com uma camera digital!
Agora se você quer gravar para ter qualidade ou trabalhar com isso vai ter que "ralar peito" pois não tem jeito! Você sempre terá que gravar e mixar para ganhar experiência, sempre vai ter que estar lendo, sempre terá que fazer um curso de vez em quando, sempre terá que ficar atenado com o mercado.... E já te digo: não é tão simples como parece! De cada 10 pessoas que iniciam um "projeto de estúdio" apenas 1 vinga devido a vários fatores "psicológicos" mais do que "financeiros"! Pór outro lado "não é nada difícil" pois quem gosta da coisa vai superar os obstáculos numa boa, pois na música é assim: praticar, estudar, praticar, estudar....



02)Tenha uma placa de som profissional e um monitor de referência bom!

Se você tem 1000 reais na mão e que quer gravar ou melhorar seu equipamento esqueça essa história de comprar microfone, ou um equipamento externo (como um compressor) ou um mixer. Você tem que ter o básico:uma placa de som para gravar e um monitor de referência real!Esse é o ponto de partida para gravar! O resto você pode comprar com calma.... Tenha o básico primeiro!
http://www.gearslutz.com/board/attachments/gear-shoot-outs-sound-file-comparisons-audio-tests/154454d1264239944-jj-audio-v67-mod-vs-neuman-u87-u87-vs-v67.gifClaro que aí temo um problema: monitores profissionais custam de R$800 a R$ 1200 o par!
Por isso muitas vezes se você tiver em casa um aparelho de som, com caixas com uma respota de 20 Hz a 20 kHz  (porém geralmente a resposta fica entre 120Hz a 18 kHz) pode substituir o monitor por algum tempo (pois eles não mostram o som real e você terá que testar em vários aparelhos até achar o som ideal como mostra o gif ao lado) porém a placa de som não tem como escapar: você terá que ter uma feita para gravar mesmo!
 

03)Conheça seu espaço
http://www.mproindia.com/images/rat.gifPrimeiramente esqueça o "conceito" de estúdio que você está acostumado a ver em vídeos ou ler em livros e revistas pois se você der "bola" para os mesmos você nem irá começar a gravar! Claro que para gravar "bem" você precisa de um ambiente bem planejado, isolado, com cálculos de controle de "médios", anti reverberação, isolamento, blá, blá, blá.... Para fazer um ambiente desses você gastar´apelo menos uns R$50.000 sem contar que vai ter que chamar um "engenheiro de som" que irá te cobrar pelo menos uns R5.000 pela visita! A maioria dos estúdios caseiros tem a aparência da foto aí do lado.  O que você tem que fazer é ser "criativo" e tentar fazer o "som mais seco" possível e para isso pode por exemplo colocar um colchão naquela quina da parede, um cobertor em cima do cabinete do computador para evitar ruído (nesse ponto os notebook são melhores), ver qual horário onde há menos barulho, e até fazer uma coisas "bizarras" como gravar no banheiro ou dentro do armário! Enfim, você precisa conhecer seu espaço para determinar o que se pode ou não fazer. Possivelmente você terá que fazer "muitos" testes até achar o ponto ideal do seu quarto onde as "frequências se casam" e não há reverberação. 



04)Escolha sua DAW
DAW (Digital Audio Workstation) nada mais é a plataforma ou programa que você vai usar para gravar. Alguns preferem Sonar, outros Cubase, outros Acid, outros Pro Tools, etc... Não importa. Você precisa conhecer uma "bem" para começar a gravar ou para melhorar pois senão nem adianta começar. Para isso há disponível na internet bastante tutorais e editorais em PDF sobre a DAW que você escolher.




05)Verifique:

A)Energia elétrica
É a causa mais comum de "ruídos" quando usamos o compressor e não adianta tentar reduzir com plugins. O bom é deixar tudo em 110 Volts (pois é difícil baixar disso), todos os equipamentos bem aterrados, usar filtros e estabilizadores e claro gravar num horário fora de pico (como das 18:30 às 21:00). Leia mais AQUI...

B)posições dos equipamentos
Evite "colocar os equipamentos" na loca, principalmente microfones. Tente deixar tudo em suas próprias posições como se fosse um "time de futebol". Por exemplo, onde você vai gravar a voz, onde fica melhor gravar os instrumentos, o computador fora do alcance do microfone. Se não é possível fazer isso faça uma "mapa" para lembrar onde vai cada coisa no seu lugar na hora de grava ou até mesmo tirar fotos...

C) O desempenho do computador
Consumo de "memória"pode acabar com suas gravações e mixagem. Tenha seu computador sempre "limpo" para usar nos seus trabalhos. Leia mais AQUI, AQUI E AQUI

D) Seus cabos e suas conexões
Evite 3 coisas: cabos com baixa qualidade, cabos "mal montados" e acúmulo de conexões. O certo é ter sempre cabos comprados de "marcas confiavéis" (como Santo Angelo, Sparflex) ou até mesmo feitos por uma eletrônica ou por você mesmo (desde que saiba fazer usando material de qualidade falo do estanho, cabo e plugs). No site "Audio Reporter" há uma matéria muito boa sobre o assunto. Leia AQUI.


 
06)Copie sua música preferida e a tenha como referência.
Eu não sei o que você quer fazer mas sei por onde você pode começar. Quando se faz uma música a maioria das pessoas basea em introdução-parte1-refrão-parte2-refrão-fim não porque é uma regra e sim porque esse é o princípio da música contemporânea e é o que você ouve desde que nasceu. 
http://fc05.deviantart.net/fs70/f/2010/162/5/7/TOBI_ROCK__Animated_Gif_by_Katsuyu_blue.gifA maioria dos trabalhos mesmos com músicos bons soam como "amador" não por causa da gravação em si e sim por falta de estrutura e é por isso que o produtor se encarrega dessa parte. Mas quem não tem produtor e quer fazer seu som soar legal, basta pegar uma música que você goste e copiar sua "estrutura de gravação" (não estou falando em côver ou plágio e sim de quantas estrofes e refrões ela tem, aonde é posicionado seus arranjos, onde vai aquele riff chamativo). A minha primeira música que gravei independente foi "Vontade de amar" em 2006 e a estrutura dela eu usei como base "Power of Love" e "When is love" principalmente na parte em deixar a música "toda menor" e no refrão "ela virar maior". Ouça e compare!


07)Grave Quente!!
http://www.stevemandile.com/raw%20images/meter.gifSe você perguntar a um engenheiro de som  como começar a gravar, possivelmente ele irá dizer "deixe tudo quente"! Em outras palavras é gravar na "faixa - amarela" do meter, entre a verde e a vermelha ou seja, mais ou menos entre - 3dB ou - 2.5 dB. Claro que isso não é garantia de um som bom pois uma coisa é gravar assim somente aumentando o "fader" do mixer, outra é gravar assim usando além do mixer, um amplificador e um compressor! A regra é bem simples: quanto mais alto sem estourar você conseguir gravar, mais tempo você irá economizar na mixagem (e muito menos compressão irá usar).



08)Deixe o som pronto
http://media.tumblr.com/tumblr_m4lpqyylRl1rnvwt1.gifApesar da facilidade da tecnologia tem coisas que não se corrigem sozinhas e uma delas é essa história de "grave assim depois a gente corrige" principalmente quando o critério é uso do equalizador. Se você quer fazer uma mixagem "rápida e limpa"  a melhor coisa a se fazer é deixar o som pronto! Ou seja, pesquisar e testar o timbre da guitarra antes  de gravar, dos outros instrumentos também! Teste a voz (deixe ela mais perto do natural), evite ruídos (eles serão fatais na hora da compressão) e sempre tenha  mão bom um bom equipamento de entrada e quando puder tente montar um "micro rack" contendo pré amp, compressor, mixer e equalizador ou pesquise as opções que você pode ter para amplificar melhor seu som.


09)Não caia na tentação dos efeitos!
Isso aqui é uma coisa séria, principalmente para quem grava guitarra ou violões!
Hoje em dia a maioria dos efeitos é colocado "após" a gravação ou seja na mixagem e antigamente não era diferente.  O que acontece como queremos "ver resultados rápidos" perdemos um tempo precioso em colocar efeitos principalmente os que podem "embolar o som" como o reverb e o delay.
Efeitos de modulação (chorus, phaser, flanger) em "dose mínimas" até ajudarão trazer o som para frente mas de resto é preciso cuidar. Se caso realmente quiser gravar é bom ter a mão um software de cálculo de delay (Leia mais sobre o reverb AQUI e delay AQUI)


10)Faça e Refaça  e dobre!
Singer (Small Bodyshot) photo mz_4591687_bodyshot_175x260.jpgVocês está gravando em casa certo? Você não está pagando "horas de estúdio", então pra que se apressar? Grave e escute, veja se tudo está de acordo!Abre uma nova trilha e faça uma nova gravação!Faça como um "grande produtor" escolha o melhor take!
 Sabe o que é "Overdub" ou Dobra? Esse é o maior segredo dos grandes estúdios, usado há anos. Você já notou porque antigamente uma gravação brasileira era tão diferente de uma estrangeira? Isso porque o brasileiro como gosta de fazer "tudo rápido e barato" não dobrava! Hoje em dia onde um som pode ser "copiado e colado" as dobras rolam soltas porém o melhor ainda é "gravar tudo manualmente" porém é necessário um cuidado na hora de dobrar: suas frequências e as fases tem que ser diferentes a cada dobra para não entrar em conflito! Saiba como Dobrar AQUI.

 
11)Saiba por onde começar a mixar
Taí uma coisa que enlouquece todo mundo... Por onde começar? Daí você lê as postagens daí um diz começar pela bateria, outro diz pela voz, outro pela sessão rítmica... A verdade é que você tem que achar a melhor maneira de fazer isso, porém tudo tem que partir do básico: o volume zerado!
Particularmente eu prefiro começar com a voz sempre  usando um "EQ alto" para depois ir diminuindo conforme vou montando a música.A melhor maneira de começa a mixagem é seguir a essa ordem:

A)Volume
B)Pan
C)Equalização
D)Efeitos


12)Evite a "uma panela de plugins"
O maior erro de quem grava é não saber exatamente "para que" um efeito serve. Hoje em dia temos "uma porção de efeitos" na teoria pois na prática eles são baseados apenas em 3: delay, reverb e modulação (chorus, flanger, phaser) talvez o 4º seria o Pitch Shifter (controlador de tonalidade) pois realmente ele defere dos demais. Você tem que evitar "ter um monte de plugins" que vai usar em sua DAW pois muitas vezes "o melhor plugin do mundo para Pro Tools" não irá funcionar bem com sua placa de som (pois Pro Tools não é só uma DAW, é um conjunto completo) e aí que você terá que pesquisar. Um exemplo é que depois de "experimentar" uma porrada de compressores, chorus, delay hoje em dia eu só uso os da coleção Classic Kjaerhus  que são distribuídos gratuitamente!  Muitas vezes os próprios plugins da DAW que você escolher já podem resolver seus problemas se aparecerem.

13)Abuse de uma "sala artificial"
Se você pegar umas 10 músicas verá que algumas estão secas, outras parecem que há uma "camada" de ar no som e outras com reverberação bem extrema (principalmente as do período de 1975 a 1989) e isso é porque muitos engenheiros de som criam "uma sala artificial" na hora de mixar para "colar" melhor cada som no seu lugar. É uma estratégia bem comum porém algumas as vezes ficam tão boas ou todos os sons ficam exatamente em seu lugar que acabam deixando na finalização. 
Para fazer isso é muito fácil: pegue um plugin de reverb e vá ajustando a gosto! Comece com doses mínimas (reverb out) e vá aumentando o volume das pistas dentro desse reverb. Você notará que algumas pistas soarão melhor que outras. As que soarem você pode até pegar esse ajuste e colocar na pista.

14)Master ou não Master?
File:Cd loudness trend-something.gifJá falei muito sobre assunto. A verdade é que grava em casa geralmente tem um equipamento de muito "custo benefício" ou acha que qualquer coisas serve pra gravar (esquece do principal que é a qualidade de som) daí acha que sua mesa "Ciclotron" vai soar igual uma "Yamaha"!
Hoje em dia digo que a "masterização" é mais uma coisa "pessoal" pra quem grava em casa, pois na verdade é o desafio de deixar sua música aos níveis de uma música comercial pois o que fazemos não é masterizar (pois isso tem um monte de processos) e sim "deixar tudo alto com qualidade" e novamente devemos isso a "guerra dos volumes" que cada vez mais tenta separar gravações de estúdio das gravações caseiras.... Se bem que isso é uma coisa "muito infantil"...


15)Divulgue o som!
Feito a música divulgue!Hoje temos rede sociais, you tube, sites de música independentes. O público não irá conhecer seu trabalho só se você não quiser... Não se esqueça de ver a matéria atualizada sobre o assunto  AQUI!

http://29.media.tumblr.com/tumblr_m19ezzJk0s1r8a3elo1_500.gif


Abraços!!!






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acreditamos sempre na liberdade de expressão e na troca de ideias!
Por favor pense antes de comentar!
Se está com alguma dificuldade coloque o e-mail para podemos responder com mais clareza! Abraços! Ótimas Gravações!