segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Equalização: sobe ou desce? Parte 2 masterização


 Continuando o assunto da semana passada, vou falar um pouco sobre como conseguir um som "mais forte" para sua música no processo de finalização seguindo o mesmo conceito de "subir ou descer". Primeiramente assim como você e muita gente, que na hora de "finalizar" uma gravação e vê que a mesma não está em volume nem perto de uma gravação comercial fica "triste e deprimida" porém vou ensinar uma técnica criada por mim baseada em "processos analógicos" afim de deixar sua finalização alta e clara, por isso pegue um bom café e tente entender como fazer.Quando comparamos nossa gravação com uma comercial, geralmente vemos que som está bem abaixo do normal:



O gráfico REAL quer dizer o que "vemos" nos dB Meters da nossa DAW. Mas porque se exgamos "0 dB" o som sai como se estivesse em - 6 dB? Pois o nosso som "final" (em RMS) (com todos os processos já acrescentados) está saindo em - 6 dB! Já o som "comercial" você pode notar que o REAL sai em 0 dB e o som final (RMS) sai em - 2 dB! Isso acontece porque:

1)Um ambiente de masterização chamado de "sala branca" é praticamente isento de "frequencias" fica muito mais fácil de ouvir as frequencias que se devem abrir ou fechar.

2)Nenhum processo de finalização dependem de  um plugin ou processador e pronto! Geralmente ele "repassa" pelos processos anteriores (equalização, compressão, ambiência) porém geralmente em processos analógicos e depois convertidos em digital.

3)A maioria dos estúdios que masterizam "digitalmente seu som" possuem um ambiente "bem controlável" e equipamentos "significativos" e somente dão "um gás na mixagem" assim finalizando a música.

4)Devido a isso as grandes gravadoras brasileiras, preferem mandar "masterizar" seus CD lá fora, pois no Brasil há pouquíssimas salas brancas. A maioria do pessoal que converso sobre o assunto diz que o "brasileiro" prefere economizar em masterização.

5) A maioria dos estúdios estão "pulando muito a faze de masterização" e preferem usar somente os "master suites" (Ozone5)  para resolver seus problemas, como mostra esse video de um estúdio indiano.  




So que você tem uns "pequenos problemas":
  • seus equipamentos ainda estão no estágio embrionário! 
  • Seu ambiente ainda é o seu quarto, ou sua garagem, ou até mesmo um estúdio porém se tratamento acústico, 
  •  seu computador não suporta os "plugins nas pistas", no aux/buss e no master ao mesmo tempo!

Porém não precisa se desesperar! Vamos tentar resolver!

1)Tudo tem que estar no seu lugar
Novamente como venho falando em postagens anteriores suas pistas devem estar "sincronizadas e limpas" porque o que faremos aqui é quase como "forçar a barra" do som em processos digitais, então se você sentir a música "distorcendo" volte a etapa da mixagem e tente achar o erro.

 2)Faça um pré master
Como falei na postagem da semana passada, divida sua música em "sessões" finalizando os seus Aux/Buss. Evite aqui colocar no "master" efeitos, deixe a música fluir até no máximo - 3 dB

 3)programa para fazer o master.

Após isso você tem que entender uma regra: o som que você vê "expandido" no seu programa não é o som "final". O som final é o resultado de todos os processos da música em RMS.

http://i.imgur.com/C3AeE.gif


Essa figura acima mostra sua música em RMS (preto) em relação a uma música da Banda Nirvana, "oh, the guilt"   (que está em verde e vermelho). Note que a figura em preto está "totalmente achatada" e isso acontece com frequência porque não atingimos o volume comercial.



A figura acima mostra sua música antes da finalização com um limiter ou  compressor. A de baixo mostra depois que é passado. Note que a cor mais clara (que é o volume em RMS) não muda quase nada  e nosso desafio é fazer ele e o som final ficarem iguais. O culpado disso sem dúvida são os grandes estúdios, porque eles a cada ano que passa aumentam o volume das músicas, a chamadada "Loudness War" (guerra de volumes) que pra mim foi o maior "banho de água fria" nos estúdios caseiros

File:Cd loudness trend-something.gif


Como fazer o master soar alto então?

Esse video abaixo mostra um processo de masterização digitalmente.


Note a quantidade de plugin utilizado no video (clique no link para ver o plugin)

1. Waves REQ (Parametric EQ – High Pass Filter)
2. DUY Valve (Valve Emulation)
3. DUY Tape (Tape Emulation)
4. Waves QClone (Parametric EQ – High Shelving Filter)
5. Waves Maxx Bass (Bass Enhancer)
6. Waves SSL Compressor (Compressor)
7. DUY Wide (Stereo Widener)
8. Waves LinMB (Multiband Compressor)
9. T-Racks Soft Clipper (Soft Clipper)
10. Waves L3 (Multiband Brickwall Limiter)

 Você pode usar um programa ou sua DAW para isso não precisa ser a do video e enquanto aos plugins, basta usar alguns que façam a mesma função!
Na semana que vem, vamos ver a parte 3, num video que estou fazendo passo a  passo da música "feel the beat'!

Abraços e boas gravações!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acreditamos sempre na liberdade de expressão e na troca de ideias!
Por favor pense antes de comentar!
Se está com alguma dificuldade coloque o e-mail para podemos responder com mais clareza! Abraços! Ótimas Gravações!