segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Pedra que rola não cria limo

Raramente escrevo uma história que sirva para os meus dois blogs. Nesse caso essa serve. Para começar vou recapitular um “chat” que tive há uns dias atrás. Uma amiga minha enviou vários recados para que um produtor musical famoso para que ele escutasse suas músicas para dar uma opinião sobre seu trabalho e até agora não sei se ele respondeu. Eu sempre comento que um produtor musical é “pago” pra produzir e criar, e deixar a música no padrão de mercado, assim como um equipe de marketing é paga para trabalhar em cima do produto que será posto no mercado para vender, por isso é que raramente eles retornam esse tipo de conversa a não ser que estejam muito afim de produzir o músico. Uma coisa que comentei com essa canta cantora é que ele deve ter em mente dois tipos de sucesso: o regional e o nacional.
Quando morava em São Leopoldo – RS, um amigo meu músico me explicou isso. O sucesso regional é quando o músico só que fazer sucesso no estado e pra isso basta que ele se mova para capítal do estado e começe a batalhar por lá. Mas quando é nacional, o músico tem que se mudar para São Paulo ou Rio e comece a batalhar por lá... Em ambos os casos não é uma tarefa fácil e se você fizer uma conta de dez músicos, pode ter certeza que “nove e meio” irão desistir... E assim isso é com a nossa vida, você não precisa ser um músico para querer correr atrás do sucesso, reconhecimento e evolução, você pode ser qualquer outra coisa: um analista, um correntista, um médico, um dentista, um secretário, um lixeiro, um pedreiro, um mecânico não importa, basta querer ter a vontade de “fazer acontecer”. Por isso há um velho ditado inglês que diz: “a rolling stones gatter no moss” (inclusive o nome da banda Rolling Stones vem de uma música de Muddy Waters que fala isso) que traduzido ao pé da letra seria: pedra que rola não cria limo, e isso quer dizer:quem sonha e fica parado num lugar só dificilmente irá realizar seu sonho. Muitos amigos meus que ficam “reclamando da vida” são assim: quando recebe uma proposta que pode mudar sua história não aceitam por vários motivos: mudança de cidade, mudança de salário inicial, vai ficar longe de casa, vou ter que lagar meu futebol, vou ter que para de fazer festa, etc... E o que dá mais nojo é quando outra pessoa aceitou fazer isso e ele “fica invejando” ao invés de dizer: porque não aceitei? Podia ser eu no lugar dele! O que quero dizer nessa postagem que por mais “sortudo” que você possa ser nada vai acontecer se você ficar parado no mesmo lugar como uma pedra.
Uma das frases mais legais que já escutei foi no desenho “Robôs”: um sonho pelo qual você não lute, pode te atormentar pelo resto da vida... Comece a semana pensando nisso....

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acreditamos sempre na liberdade de expressão e na troca de ideias!
Por favor pense antes de comentar!
Se está com alguma dificuldade coloque o e-mail para podemos responder com mais clareza! Abraços! Ótimas Gravações!