sábado, 25 de março de 2017

10 Dicas para fazer ou melhorar sua DAW (Digital Audio Workstation)

Salve!
Como sou Técnico de Informática volte e meia no blog dou dicas sobre como melhorar, aprimorar ou comprar um computador ideal (ou próximo disso).
Pra começar você sabia que todo computador que trabalha "especificamente" com áudio recebe o nome de DAW (Digital Audio Workstation) ou traduzindo Estação de Áudio Digital e isso deve ao fato que vamos somente usar ele para manipular o som (seja gravando, mixando ou masterizando) e este é o mesmo termo usado para as "mesas de som digitais" e os programas de áudio multipista do seu computador como Sonar, Pro Tools, Cubase, Fruit Loops ou Acid.
Contudo a vantagem do computador é que além de custar menos que uma "mesa" também não serve para só DAW, serve para você fazer seu vídeo, navegar na internet (e divulgar seu som) e para qualquer  coisa envolvendo entretenimento, mas fazer um computador de "dar tudo isso" já é outra história.
Geralmente quem compra um computador "novo" não percebe isso, começa a perceber depois de um tempo. Já foi um tempo que você tinha que trocar de computador a cada ano
hoje em dia, dependendo do modelo e do uso podem durar até 5 ou 10 anos mas isso já uma questão de opinião e bolso.
Nessa postagem falarei sobre 10 dicas que lhe ajudaram a ter um computador "próximo do perfeito" para qualquer tipo de estúdio
do profissional ao seu pequeno estúdio caseiro.

1.Placas de Som
Quando se pensa em montar um computador para estúdio não pense primeiro no "computador" e sim na placa de som! Não adianta você comprar um I7 ou X8 de quase R$3.000,00 e não ter pelo menos R$600,00 pra comprar um placa de som profissional! Nesse caso era melhor ter comprado um I3 ou X4 que custa menos e ter comprado junto a placa de som.
Tem uma coisa sobre placas de som "profissionais": ela não exigem quase nada do hardware!
Por exemplo, uma das placas de som profissional mais vendidas, a Focusrite Scarlette 6i6 precisa somente de um computador Dual Core ou X2 de 2Gb DDR2 com Windows 7.
Viu? Nem de longe isso é um supercomputador! Claro, o seu processamento irá depender do tipo de plugin que você vai usar (nossa dica 9).

2.Notebook ou Desktop?
Se você é leigo no assunto, Notebook são computadores portáteis (aqueles que parecem uma maleta) e Desktop são aqueles computadores maiores colocados em mesas com monitor, mouse, teclado e as caixas de som.
Qual diferença do dois? Somente um detalhe:
Notebook é um computador "totalmente reduzido" ou seja, tirando o processador (que o mesmo do de mesa, porém muda a pinagem) o resto é todo menor. O fato das peças serem "menores" e o "processador" ser o mesmo fazem com que a maioria dos "notebooks" sejam uma "caldeira" de tão quentes!O processador do Notebook também é feito para gerar "menos energia" do que um Desktop e por isso, pode processar certas "tarefas" mais lentamente
(embora a variação seja mínima).
O Desktop é o ideal para uma DAW porém, dependendo pra que você quer você terá que colocar "alguns periféricos extras" ao invés de comprar "tudo num aparelho só" como é o caso do "Notebook", por isso a escolha do que é "melhor ou pior" só testando mesmo.
Eu trabalho com os dois gravando e mixando e as vezes até faço um "gerar um plugin vst em tempo real" enquanto o outro grava. Mas se você preferir o notebook trabalhe sempre com uma dock station (aquelas mesas com ventiladores que colocam embaixo do mesmo) junto com ele
pois além de reduzirem a temperatura, ajudam também no desempenho.

3.Novo ou usado?
Computador novo não há muito o que falar, basta você escolher o seu.
Contudo o fator mais relevante de um computador pra mim é a "fonte de alimentação" pois ela
pode determinar a vida útil dos seus periféricos, veja isso "na dica 10".
Antigamente um computador usado não era uma boa porque todo ano chegava algo novo. Porém de 2007 pra cá isso diminui pois agora os fabricantes não melhoram mais os processadores e sim seus "nanomêtros", por isso usado pode ser considerado uma boa opção além do fato que hoje em dia está bem mais fácil de fazer upgrades.
Contudo ao comprar um computador usado veja sempre a quanto tempo ele é usado. Um computador pouco usado em um ano tem bem mais vida útil do que um computador usado por apenas 6 meses, mas que sempre ficava 24 horas ligado direto!

4.Tipo de Processador
Atualmente (digo em 2017) o padrão dos processadores é de 4 núcleos sendo Intel I3/AMD X4 Black de 3.4 GHz.
Porém para uma DAW você pode usar um Dual Core ou X2 de 2.7 GHz que ela dará conta do recado para os padrões de plugins atuais e dependo do plugin (lá na dica 9) ou dá "cadeia" dos mesmos pode comprometer o processamento da CPU.
Então sempre é melhor fazer alguns testes antes.
Resumindo: quanto mais núcleos, mais difícil é o computador dar "dropout" (parada crítica de reprodução/gravação) se no caso estiver sendo usado "plugins VST" em tempo real ou na mixagem.

5.Quantidade de Memória RAM
Você sabe exatamente para que serve a memória RAM? Ela serve para "armazenar temporariamente" os programas em execução. Os programas usam o seu disco rígido apenas para
ficarem "armazenados e esperando" serem chamados pelo seu sistema operacional. Uma vez executados eles sobem "para memória RAM" onde ficaram apenas acessando arquivos do disco rígido quando solicitados.
A memória RAM é essencial para jogos, navegadores, programas em rede, porém quando se trata de uma DAW o plugin VST/DX que determinará o uso da mesma.
Quando um VST está sendo executado e falta memória, ele aumentára o processo da CPU (o processador), por isso tenha pelo menos no mínimo 4 Gb.
Uma curiosidade: o uso de perífericos integrados da placa mãe como som e vídeo, quando eles atingem o "limite de uso de memória" passam a usar o o que resta do "uso livre" do processador! Por isso está usando esse periféricos é melhor ter uma memória entre 6 Gb a 8 Gb melhor mesmo seria
16 Gb dependendo do "processador e placa mãe" que estiver usando.

6.Uso de CPU
Plugins (VST/DX) judiam da sua CPU. Uma DAW judia dela também, pois afinal o computador tem que "gravar e tocar" ao mesmo tempo!
Quando o uso de CPU chega a 100% os efeitos no áudio são devastadores: a gravação começa a saltar, a reprodução fica com atraso até a total paralisia
do sistema operacional (morte súbita).
Porém eu trabalho com gravação desde 2000 e nunca mais vi isso depois que saíram os processadores Intem Pentium 4 e AMD Sempron então te digo mesmo você usando um notebook dual core celeron com 2 Gb com driver ASIO dificilmente irá acontecer isso pois antes de acontecer o programa irá parar e lhe dar um aviso.
Isso também é mais difícil acontecer com os computadores atuais de 2, 4, 7, 8 núcleos com tudo aqueles "notebook" que usam "2 núcleos físicos e 4 virtuais" podem te fazer uma pegadinha bem inesperada! Por isso sempre prefira processador com núcleos físicos.
Contudo o uso direto de CPU 100% sem usar nenhum programa ou plugin pode indicar que algo está de errado no seu Sistema Operacional ou no computador (veja mais sobre isso na dica 10)

7.Sistema Operacional
90% dos músicos usam o Windows não importa qual a versão. Os outros 8% usam o MAC OS e apenas 2% o Linux. Contudo você sabe qual diferença entre esses sistemas?

O Windows
É o que tem mais programas e plugins, além de ter uma maior compatibilidade de hardware e roda em qualquer PC.Porém é inseguro e instável!

O MAC OS
É o mais estável e mais prático de lidar. Por isso as DAW Pro Tools são mais comuns nesses computadores. O computador desse sistema é o famoso Apple Macintosh.
Hoje em dia ele é praticamente um PC normal, porém ainda restrito ao uso do MAC/OS e isso só vem de fábrica! Embora dê para rodar o Windows em conjunto, via virtualização.

O Linux É o mais seguro e também estável além de ter open source (código aberto), rodar em qualquer PC. Porém é o mais difícil de achar programas!

Basicamente plugins VST/DX e placas de som servem para qualquer um dos sistemas (talvez alguns precisem de outro programa adaptador) e cabe a você sua escolha.
Uma curiosidade: o Android basicamente é o Linux e você pluga via usb seu celular em qualquer computador. Já o Windows mobile e o iOS (Iphone) tem mais dificuldades de compatibilidade mesmo
usando "programas" recomendados para isso!

8.DAW (Multipista) e Plugins (todos os tipos)
Esse item sempre digo o mesmo:
Escolha sua platarforma!!
Não vá atrás dos amigos dizendo que "Sonar é melhor que Cubase, Cubase é melhor que o Acid, Acid é melhor que o Pro-Tools, Pro-Tools é melhor que o Nuendo".
Normalmente nos usamos a que nos agrada mais e as vezes usamos não somente uma, mas outras em conjunto. Eu trabalho com 4 e cada uma me faz uma função diferente:
Anvil Studio para gerenciar e organizar minhas MIDIS, Fruit Loops 12 para colocar "VSTI" e Side Chain, Sony Vegas 9 (x86) para gravar e mixar e finalmente Sony ACID 10 para masterizar.
Essa é a minha maneira de gravar.
Claro que uma DAW só faz tudo isso, basta você escolher ou até mesmo trocar.
Para te ajudar, as 20 melhores DAW de 2017 estão aqui, escolha uma e seja feliz!

9.Placas de som e Drivers Antigos
Programas multipista antigos se der problema com seu Sistema Operacional, basta atualizar para uma versão mais nova.
Plugins VST/DX geralmente não problema a menos que sua DAW não comporte os dois tipos (x86/32 bits ou x64/64 bits) nesse caso, você será obrigado
a instalar as duas versões da mesma DAW em seu computador.
O problema são as placas de som antigas justamente por causa dos drivers!
Por exemplo, as minhas placas de audio Saffire Focusrite e Soundblaster Audigy tem drivers para Windows XP ao 10, contudo minha interface de guitarra que é uma M-Audio JamLab só suporta XP e 7 e por isso que eu só uso o Windows 7.
Contudo periféricos antigos com driver de XP podem rodar nos outros Windows (7 a 10) desde que seja "x86/32 bits" a versão do sistema operacional.
Já fiz o teste com a "JamLab" e deu certo no Windows 8 e 10 de 32 bits. Porém isso são casos isolados. O bom mesmo é sempre manter o driver da placa de som
atualizado. Fique atento as atualizações do fabricantes!

10.Cuidados básicos
Pra finalizar essas dicas são mais quando você levar seu computador ao seu "técnico de informática de confiança". Você pode comentar com ele e talvez ele tenha até uma idéia melhor a respeito. E se você não sabe fazer isso então não faça!
É melhor gastar de R$80 a R$200 com um técnico do que ter que comprar todo computador de novo!

A)Fonte de Alimentação
A fonte de alimentação vai garantir a vida útil do seu computador. Infelizmente aqui é uma velha regra: quanto mais potente e cara melhor! Veja  mais sobre isso nessa postagem que fiz!

B)Sujeira Interna!
Muitas vezes aquecimentos repentinos ou falhas de memória são apenas... Sujeira!
Como em qualquer aparelho o "pó é um terrível inimigo"!
Uma limpeza interna melhora muito! Depois um spray de "limpa contato" finaliza o serviço.

C)Pasta térmica
Muitas vezes quando o sistema demora a carregar, os programas travam repetinamente e depois destravam ou o computador reinicia do nada mesmo com uma boa fonte
pode indicar que seu processador está aquecendo demais!
A temperatura do processador varia de 32º a 52º passou disso a pasta térmica (que vai entre o processador e o resfriador "cooler") pode estar seca!
Peça para o técnico trocar a pasta e tente guardar quando você trocou. Uma pasta bem colocada geralmente duras entre 1 a 2 anos sem problemas, isso quando
ela for "cinza" (a "branca" dura menos).

D)Saúde do computador
Podemos aqui destacar se as memórias estão funcionando corretamente, como está o seu disco rígido, se os periféricos internos (integrados a placa mãe) e os externos
(os que vão nos slots PCI-E e PCI). Como dito antes a sujeira pode ser um problema e outro pode ser a vida útil dos periféricos pois dependendo das condições elétricas
(aterramento e energia estabilizada) podem dar problemas.
O disco rígido é outro problema pois tende a se desgatar.
Porém uma boa solução é colocar um "HD SSD", você pode instalar um disco rígido SSD (Solid State Drive) para trabalhar em conjunto com seu HD.
Porém no SSD é bom somente deixar o Sistema Operacional e o resto dos programas armazenados no HD normal.

E)Saúde do sistema operacional
Muitos problemas ao passar do tempo também vem do Sistema Operacional os mais comuns são uso de 100% do disco rígido (principalmente no Windows 8/10),
lixos residuais, adwares ou vírus.
Uma boa dica é sempre deixar um programa como o CCleaner para limpar tudo que é resíduo e outra
lógico manter atualizado seu antívirus e se necessário o seu anti-spyware. Contudo o melhor ainda é a "prevenção" pois isso sim garante sua tranquilidade.
É sempre bom ter uma imagem do seu Sistema Operacional sem contar no "backup" dos arquivos pelo menos uma vez por semana em outro HD e também em "nuvem".

F)Internet, rede e operações em segundo plano
Taí uma dica rápida e segura pra quando você está trabalhando, simplesmente "desligue a rede" como? Puxe o cabo da mesma da placa de rede!
Com isso além de você "cortar" o acesso a internet, também irá cortar os "programas em segundo plano".

No mais são essas minhas dicas! 

Não vou aprofundar muito pois "músico não precisa ser técnico" e sim apenas ter os meios necessários para sua criação, inspiração e gravação!

Ótimas gravações!

Postado por:
Rafael o KH
Autor do blog Palco KH!
Músico e Técnico em T.I
OMB:13850
Contato:
rafael.kh@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acreditamos sempre na liberdade de expressão e na troca de ideias!
Por favor pense antes de comentar!
Se está com alguma dificuldade coloque o e-mail para podemos responder com mais clareza! Abraços! Ótimas Gravações!