domingo, 28 de junho de 2015

Gravação: 20 dicas muito úteis para gravação de voz


Já escrevi muito sobre  “gravações de voz” e ainda hoje muita gente me pergunta o que “faço na voz” para deixar ela “tão na cara” com minhas gravações. Primeiramente a maioria das coisas por mim foram “criadas” mas por necessidade do que outra coisa. Pra se ter uma ideia a voz “oitentista” de Vontade de Amar foi gravado com um Lesson SM58 que é a “cópia da cópia” do Shure SM58! Como eu sabia que a voz “ficaria” de fundo fui criando pistas colocando algumas pra frente, mudando o pan de outras, tacando efeitos e assim por diante e lógico a medida que a gente vai gravando, muda os equipamentos, estuda-se mais e assim melhora-se tudo aos poucos.  Essas 15 dicas podem ser usadas tanto pra quem grava em casa (com um equipamento mais modesto) ou em estúdio e pode ser de uso bem variado! Mãos as obras!

DAW:A que você usa
Dificuldade: médio

1)Cheque seu ambientes e seus microfone
Primeiramente o microfone capta o que está “ao redor” dele e por isso (como sempre digo) tente gravar o mais seco possível! Evite ambientes muito grandes (como por exemplo uma garagem) prefira médios ou pequenos porém tenha cuidado com as reverberações “naturais”  pois tudo isso se torna difícil de equalizar e colocar efeitos. Para quem não tem um “aquário” algumas “medidas preventivas de emergência” (as famosas gambiarras) costumam dar certo como essas abaixo:

http://images.gear4music.pt/media/25034/600/preview.jpg



2)Deixe “mudas” as pistas desnecessárias
Nunca grave com “todas as pistas” no playback pelo simples motivos que elas podem te “desconcentrar” na hora da gravação.  Prefira gravar com a bateria (se puder somente bumbo, caixas e tons), o baixo e pelo um dos instrumentos rítmicos (guitarra, violão ou teclado).


3)Faça vários takes e grave “quente”.
Tente gravar o mais perto possível de – 3 dB sem estourar. Sua voz dará bastante “nuances” ao longo da gravação que poderá ser corrigido com compressão. Grave vários takes da primeira e segunda voz que ajudaram a definir qual será a melhor para aparecer na gravação.

4)Faça pelo menos uma tomada “passo a passo
Esse é um truque bem usado nos estúdios e bem fácil de identificar (é só ouvir algumas músicas atuais onde os cantores parecem cantar tudo reto) e geralmente é usado para conseguir um resultado rápido e com menos gasto.  Para fazer isso é bem simples: basta gravar um pouco da voz e seguida parar e pode se fazer de maneiras diferentes: parar de gravar a cada ponto de respiração, parar depois de 3 frases, parar depois de uma estrofe inteira, etc... O melhor resultado fica usando duas pistas, assim você grava a primeira, passa para segunda, e volta pra primeira e assim por diante. No final basta dar um “render” para juntar as duas pistas numa  voz só.

5)Grave normal e comprido.
Normalmente quando se grava em DAW não se usa efeitos pelo motivo que se pode colocar os mesmos depois, porém que tiver um compressor a mão pode gravar uma voz sem e outra com. Isso ajuda a mesma ficar em mais destaque.

6)Grave com 2 microfones diferentes.
Se você tem 2 microfones há alguns truques que podem ser feitos. Por exemplo, colocar um do lado do outro e gravar a voz, colocar um abaixo e outro acima, colocar um para gravar a  voz e o outro o ambiente da mesma, gravar primeiro com um e depois com outro enfim, você mesmo pode criar seus métodos para isso. Contudo essas pistas devem ser gravadas em “mono para cada microfone” para evitar conflito de fases entre os dois microfones.

7)Escolha suas melhores
Depois de gravar, tire um tempo e escolha as melhores vozes gravadas. Você pode até criar um “passo a passo” através disso (por exemplo pegar a 1º parte de uma, o refrão da outra assim por diante), salve em um novo arquivo, apague as que descartou e prepare para mixar.

8)Ajuste corretamente pan e volumes.
Você pode usar quantas vozes principais quiser,o problema é que se você colocar todas no mesmo “volume” a voz parace que está passando num pedal “chorus”, “flanger” e se estiver alguma “fora de fase” pode matar as outras. Por isso escolha qual a voz que vai ficar “na cara” e as demais vá colocando em níveis diferentes com posições diferentes. O resultado é que a voz fica aparecendo mais que os outros instrumentos.

9)Não use a mesma equalização
Não siga aquelas famosas “tabelas” que dizem  para voz principal para cortar em 80 Hz, subir em 200 Hz, cortar em 1 kHz e assim por diante. Esse ajuste serve apenas para o canal da voz principal. Se você fazer uma camada de “voz” o melhor é ajustar as camadas equalizações também. Por exemplo: Voz 1 segue o padrão, voz 2 com mais médios, voz 3 com mais agudos, voz 4 com mais grave e assim por diante. Tome cuidado para não haver “inversão” de fase!

10)Não use nada parecido nas vozes
Uma voz que você ouve “seca” geralmente não é seca. A sempre um efeito em cima nem que seja a mínima coisa. Uma coisa que você pode fazer é para cada voz selecionada, colocar um efeito diferente. Por exemplo, Chorus em uma, delay em outra, reverb na próxima e auto tune na outra. Contudo nada pode ser exagerado para não “encobrir a voz principal”

11)Uma voz “a La Beatles” é sempre uma boa pedida
Provavelmente o truque “mais manjado” na gravação de voz ainda é um dos “trunfos” dos produtores, não importa se você está gravando sozinho, em dupla ou banda. Cantar “estilo Beatles” é fazer 4 vozes seguindo os acordes da música. Vou fazer o “resumo do resumo” usando duas notas: Dó e Sol:

 A primeira voz faz tônica (Dó / Sol)
A Segunda voz  faz a terceira (Mi / Si)
A Terceira faz a  Quinta (Sol / Ré)
E a quarta faz a oitava (Dó / Sol)

Após isso, basta escolher qual deverá ir para frente e quais irão para trás. Claro que há alguns “efeitos” que podem ajudar a fazer isso (você verá no próximo item) mas o bom mesmo é “Do like Michael” (faça como o Michael, Jackson) todas naturalmente e depois mixar! Caso você não consiga/tenha dificuldades achar as outras vozes siga esses passos:

1)Cante Naturalmente
2)Após isso passe um plugin harmonizer e deixe somente a nota que você quer cantar em cima (por exemplo a quinta)
3)Grave “copiando” a voz que você escuta com harmonizer
4)Tire o plugin da voz principal e agora escute o resultado!Se você fez certo, as vozes sairão diferentes.  

12)Coloque pitch, harmonizer ou autotune
Quando a voz não é boa e precisa dar uma certa “disfarçada” podemos sempre usar um destes plugins. No caso do Pitch se você colocar – 12 numa voz e +12 na outra, colocar pan “extremos” e misturar com a voz principal, ele irá “mascarar” as desafinações  mais leves.  O Harmonizer irá “reforçar a voz” e é muito útil para “back vocal” estilo coro. Já o auto tune dá para fazer a mesma coisa que o pitch, usando um  “pitch correction” exagerado numa voz e um “vibrato” exagerado na outra. 

13)Crie a melodia e grave em cima
Conforme “descrito” nessa postagem, criar um melodia num teclado ou programa MIDI e depois “mesclar” com a voz principal em cima também ajuda tornar a voz mais suave. Porém deve ser feito em níveis baixos e de preferência que o cantor/cantora cante em cima (seguindo) da mesma.

14)Um pouco de distorção não faz mal a ninguém
A distorção é o excesso de “volume saturado”, por isso pode ser uma boa opção numa música rock, metal ou eletrônica colocar uma pista com uma voz “saturada” em baixo nível. Ajuda a empurrar a pista principal da voz para frente.

15)Compresse com sidechain
Esse truque é muito comum na música eletrônica geralmente usado para que um sintetizador siga a linha do bumbo. Na voz isso também é possível fazer, fazendo com ela siga uma linha melódica criada com MIDI ou ainda uma parte rítmica (como a guitarra) como mostra esse vídeo abaixo:


16)Utilize um vocoder
Vocoder é aquele famoso sintetizador criado pelos músicos do Kraftwerk e muito usado hoje em dia pelo Daft Punk. É usado para fazer vozes de robô ou computadorizada. Existe um truque nele que você pode fazer sem precisar um controlador MIDI ou Vocoder real. Basta apenas você pegar um plugin (existem muitos grátis por aí) e fazer o seguinte:

A)Escolha o vocoder.

B)Não coloque ele como efeito na pista da voz, e sim no Buss.

C)Quando você tocar a música a voz aparecerá sem o vocoder, pois você não está usando um controlador midi, então não conseguirá gerar o efeito.

D)Abra o Vocoder, e aperte então o tom que você está cantando a música. Na figura abaixo uso o NI Vokator, o tom é Fm. Repare que  o acorde formado é o Fm9. Para ele ficar assim, basta apertar nas teclas do teclado do plugin do vocoder.



E)Toque novamente a música, agora o som do vocoder irá sair na pista. O único problema é que se você não fizer uma "automação" ele irá sempre manter as mesmas notas na melodia. Caso você não queira automatizar é melhor deixar ele como uma camada da voz, no lugar de uma voz com distorção.

17)Use o Melodyne para corrigir visualmente
Aproveite e abuse de uns truques mais usados em estúdio atualmente!
A vantagem do Melodyne é que ele mostra "graficamente" a voz em tela, ao contrário do Autotune que precisa estar conectado a um controlador MIDI para poder obter recursos de afinação mais precisos. Veja o vídeo abaixo e veja o que o plugin Melodyne tem oferecer.




18)Grave um dia, descanse um dia, grave novamente
Hoje em dia você não precisa ser tão afobado para querer uma música pronta. Você pode gravar a voz hoje, amanhã escutar bem, e depois gravar novamente. Esse simples técnica traz excelentes resultados.

19)Treine bastante antes de gravar
Se ao vivo ler e cantar é um inimigo, imagine na gravação! Decore bem a música. Assim que ela estiver saindo automático, grave. 

20)Esqueça o mito de "um take só"
Hoje em dia com tantas opções de takes (como colar e copiar) você não precisa gravar tudo de uma vez só. Esse mito de um take, foi criado lá nos de 1970 porque para gravar a voz do início era sempre um parto e custava dinheiro. Você pode gravar a voz em partes se quiser. Porém existe um truque muito útil. Grave a música em um "take só", depois vá corrigindo as partes que não ficaram boas em takes separados. Essa técnica sempre dá bom resultados.







Por enquanto é isso!!! Espero que essas dicas ajudem você a fazer umas gravações surpreendentes!!! E não esqueça de também inventar sua técnica, afinal também é muito válido!
Abraços!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acreditamos sempre na liberdade de expressão e na troca de ideias!
Por favor pense antes de comentar!
Se está com alguma dificuldade coloque o e-mail para podemos responder com mais clareza! Abraços! Ótimas Gravações!