domingo, 14 de abril de 2013

Produção: o independente de hoje é o POP de amanhã!

Eu estava lendo uma matéria do blog "Permanece compartilhar" (inclusive botei no curto + música) sobre o fato do "funk" te se tornado POP. Mas alguém lembra da origem do mesmo? Se ninguém lembra vamos reviver a história um pouco... O "Funk Carioca" e o "Hip-Hop americano" tem algumas coisas em comum:

http://i1.r7.com/data/files/2C95/948E/3AD2/A294/013A/D5ED/022F/4337/04.jpg 1)Ambos vieram de comunidades dominadas pela violência dos traficantes e policial 
2)As letras mostravam o cotidiano da vida das pessoas da comunidade. 
3)Tinham como base "a batida" e ao invés de cantar, falar. 
4)Os que arriscavam a "cantar" desafinavam valendo! 
5)Começaram marginalizados e hoje são populares!



 http://www.rockazine.com.br/wp-content/uploads/2010/11/Musica-Independente-01.jpg A verdade é que ninguém dá bola para o "artista independente" até que o mesmo por "talento, milagre, jabá ou destino" cai nas graças do povo. Acho que não existe "maior decepção" para um músico (seja amador ou profissional) do que gastar um tempo em estúdio fazendo o melhor possível para gravar uma música e colocar numa rede social e ninguém dar bola. Lógico que não "são todos que merecem" mas que é sacanagem fazer isso com um trabalho bem feito, isso é! Soube de um canto sertanejo que resolveu lançar um CD e não fazer shows para divulgar e sim fazer uma "campanha em massa" no Facebook e na internet com excelentes resultados. Isso acontece porque hoje em dia não é mais "necessariamente" fazer um CD e sair fazendo um "um milhão de shows" pra promover e sonhar que algum "caça-talentos" esteja num deles (como nos filmes que vemos por aí) porque a internet já anda fazendo esse trabalho faz tempo.
Se você pesquisar no Google verá quantos "artistas" atuais saíram da Internet (alguns bem talentosos outros nem tanto) e isso deve servir de "ânimo" para você que está em busca do sucesso!!! Muitas vezes vejo um vídeo e vejo alguns comentários do tipo "esse som é experimental demais" ou "esse som está muito progressivo" e as pessoas esquecem que quando o "hip-hop" e o "funk" começaram muitas deram "risadas" com a sua "infantilidade musical" até que um dia chegou um produtor e disse: "Isso é diferente!Posso vender isso" e hoje em dia fale mal desses dois estilos para um adolescente, provavelmente ele vai rir ou ficar bravo com você!
Lembre-se: ninguém é obrigado a entender de música.
A gente não faz música para as pessoas. Fazemos para nós mesmos porém muitas irão se identificar com o seu som e o passarão adiante...

Pense nisso...Ótima Semana!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acreditamos sempre na liberdade de expressão e na troca de ideias!
Por favor pense antes de comentar!
Se está com alguma dificuldade coloque o e-mail para podemos responder com mais clareza! Abraços! Ótimas Gravações!