segunda-feira, 23 de julho de 2012

Gravação: explorando o reverb natural

 DIFICULDADE: FÁCIL
 Salve! O reverb para quem grava em cas atem sido uma verdadeira “armadilha” pelo simples fato de física (acredite cai muito nessa quando comecei a gravar). A maioria sabe que devemos "tratar o ambiente" para temos uma melhora qualidade de gravação, mas se estamos sem dinheiro pra investir nisso, que tal explorar seu reverb natural que vem de onde você grava? Você pode se surpreender!
Imagine você num alto de morro e dá um grito, mesmo que ninguém te ouça você escutará no horizonte sua voz esse é famoso efeito natural chamado “eco” e por isso vamos entender como “esse eco atua” a partir de um ponto de origem.

Como meu home studio pode está gerando reverb? 
Como quero fazer com você entenda o “X” da questão não vou embanar sua cabeça com muita coisa por isso resolver fazer essa figura baseada na sua casa quando você dá um grito e a resposta do reverb em ms (não é calculado).






 A linha vermelha indica um grito dentro da SUA SALA (5 ms de resposta) 
A linha roxa indica um grito dentro da SUA COZINHA (4 ms de resposta) 
A linha laranja indica um grito dentro do SEU QUARTO (3 ms de resposta)
 A linha verde indica um grito dentro do SEU BANHEIRO (2 ms de resposta)
 A linha cinza indica um grito dentro do SEU ARMÁRIO (1 ms de resposta)

 A primeira coisa que você pensará será: quanto menor o espaço menos reverb vou ter  não é bem assim (uma vez achava que era) gravar numa armário, reduz o reverb mas não tira! Você gera um reverb “tiny” (minusculo) e ao mixar e colocar um reverb por cima acontecerá como a figura ao lado, não que seja errado, mas dependendo do estilo que está gravando pode não casar! Mas se bem que tudo é uma questão de experiência. Muita gente elogiou o reverb presente na voz da minha música Vontade de Amar  que é bem anos 80, mas o meu maior segredo foi ter gravado numa sala onde havia o eco natural, e aos poucos dosando com reverb small (pequeno) fui chegando no resultado que queria. Muita vezes quando temos um ambiente  que nos dá um reverb natural sem conflitos e sem enfraquecimento de médios, às vezes basta colocar um delay e deixar assim mesmo, o vocal de RIO do Duran Duran mostra claramente um vocal gravado em uma sala média com reverb natural proposital. Claro, devo lembrar que ambientes não-tratados podem interferir direto nas frequências médias e médias altas, porém alguns ajustes com um equalizador podem resolver.

Undo Reverb?
 Essa eu li no site  Audição Critica.
 UNVEIL é um plug-in de "desmixagem" em tempo real que permite atenuar ou reforçar os componentes de reverberação existentes em um sinal mixado ou em material mono, além de poder alterar as características do reverb. Além disto, o UNVEIL permite destacar determinadas características de uma gravação, trazendo um determinado instrumento para a frente ou movendo -o para trás, atenuando ou realçando a percepção dos componentes do sinal menos importantes. Usando a tecnologia de inteligência artificial MAP (Mixed-Signal Audio Processing), o plug-in também ajuda a remover reverberação indejesada em diálogos e gravações externas, "secar" o conteúdo de gravações antigas onde haja muita reverberação e limpar a ambiência de sons naturais captados para uso em sonoplastia. Se for verdade isso, problemas de reverb tiny nos home studio podem serem resolvidos, porém o plugin só está disponível ainda em RTAS e para MAC.


ÓTIMAS GRAVAÇÕES!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acreditamos sempre na liberdade de expressão e na troca de ideias!
Por favor pense antes de comentar!
Se está com alguma dificuldade coloque o e-mail para podemos responder com mais clareza! Abraços! Ótimas Gravações!