segunda-feira, 7 de maio de 2012

Composição: Quando uma composição vale mais que uma produção


Hoje ao invés de falar de plug-ins ou gravação vou falar de composição mas não no sentido de compor em si  em sim quando uma música bem feita  vale mais do que  a própria produção. Quando se contrata um produtor a primeira coisa que ele vai fazer é mudar  sua música (elementos, notas, arranjos, tonalidade)para deixar a mais comercialmente possível (para atingir o público alvo) mas existe uma coisa que pode “cortar” essa etapa e ainda dar um “toque original” que o princípio de tudo: a composição. Me lembro uma vez que um amigo vocalista  fez uma música  muito legal que pegava facilmente (daquele tipo de escutar uma vez e cantar o refrão depois) e tudo feito com notas simples mas na hora de arranjar a música o guitarrista (que era o produtor da banda) ao invés de deixar mais “simples”  na composição colocou um festival de “aranhas” (um monte de tétrades) ao invés de notas que qualquer um pudesse tocar. Resultado, gravaram assim mesmo e consequência do andamento da música devido a entonação tônica (mudanças repentinas de tons entre os acordes) fez a música sair do estilo que estava. O resultado é que o público achou “chata a música” quando apresentada na primeira vez e então o vocalista tomou uma atitude radical: mandou o guitarrista cortar todas as notas complicadas e simplificar as mesmas como era originalmente (se eu não me engando de D7+ passou para D, A/C# passou para A, Gmaj7 passou para G e ainda teve um monte de corte de notas tipo “walking bass” que  por exemplo, para passar de A para G o guitarrista e o baixista faziam A7+, E/G#, D/F# e aí Gmaj7) e colocou tudo “quadrado”. A música (pra mim) virou um SKA e como a composição voltou para próximo do que o vocalista imaginou, foi mais fácil de tocar e quando tocaram novamente em público de novo , as garotas foram as primeiras as aprovarem e cantarem!

Quando eles gravaram o CD foi a música que mais o público gostou.
Meu grande mestre Roberto Garayo sempre me dizia: música complicada é para músicos e amantes, músicas simples é que fazem sucesso, porque as pessoas querem músicas que as mesmas possam tocar para outros. A prova disso é que o sertanejo universitário faz um sucesso estrondoso porque quando tocado no violão é muito fácil assim como certos rock americanos pois tirando as notas com “sus4” e “sus9” e solos “na velocidade da luz” são músicas simples de arranjar com acordes simples. Pense nisso na sua próxima composição, pois não adianta ter “um belo corpo” e uma “alma vazia”!

Boas gravações!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acreditamos sempre na liberdade de expressão e na troca de ideias!
Por favor pense antes de comentar!
Se está com alguma dificuldade coloque o e-mail para podemos responder com mais clareza! Abraços! Ótimas Gravações!