sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Masterização: ficou baixo a trilha mas a mixagem está boa... Que tal regravar o resultado final para dentro manualmente?

DAW: Qualquer uma
Dificuldade: De fácil a difícil (depende da sua compreensão)

Salve gente!!! Um pouco parado para variar, mas vamos lá!
Vou postar mais uma técnica de masterização para tentar resolver um velhoi problema. Muita gente me fala que não consegue fazer o volume de suas trilhas ficar igual a de uma música comercial. Falta harmonicos, falta empenho, efeitos não aparecem... Pergunto como está a mixagem, me dizem que está boa , digo para olhar os tópicos de masterização do blog e procurar em videos e livros sobrea assunto, mas também não resolve. A maioria acha que a masterização é pegar a mixagem, colocar no master no master uma compressão "pesada" e deu pra bola. Funciona?Sim! Com um equipamento de R$100.000 e uma sala acusticamente projetada! Pra quem não tem isso, tem criar ou chorar e ainda ter uma paciência para não desanimar e chutar tuo! Hehehe. Esses dias lendo um livro do mestre David Gibson o mesmo falava que toda a mixagem é passada para os ADATS e depois deles saíam para salas de masterização, daí pensei comigo mesmo: "por que não fazer isso com que tenho usando em casa?" pois bem fiz, e consegui uma música bem alta e audível! Como? É que vou passar para vocês...

1)Tenha tudo no seu devidamente lugar!
A primeira coisa que você deve fazer é aumentar valendo o seu monitor de aúdio (retorno) não num volume exagerado mas digamos, de 1 a 10 no 8. Como fazer isso? Coloque uma música comercial rodando num player (como o Winamp) ou num editor de aúdio (como o Sound Forge) e tente colocar a música que está na sua DAW no mesmo volume, sem nenhum plugin no master! Não se precupe e começar a clipar! Se você fosse "passar para o CD" é lógico que tudo iria "achatar e clipar" mas o que vamos fazer aqui é arrumar a mixagem. Mas o por que do volume alto? Porque na hora que você for aumentar tudo isso num CD podem surgir "resultados inesperados", por isso: sempre faça mixagem em volume comercial!

2)Queimando para o CD
Agora que tudo está soando no lugar é hora de queimar para o CD. Para isso agora, você vai reduzir o volume do master até que ele não clip "sem nenhum limiter ou compressor" (ou seja, ao invés de diminuir para - 01 dB possivelmente terá que diminuir para uns -3.5 dB) e lógico colocar um "dither" (http://palcokh.blogspot.com/2011/03/masterizacao-e-mixgem-mais-sobre-dither.html) porque se trata de conversão de audio. O importante não é volume, é não clipar! Procure deixar a música na faixa "quente" ou seja entre 0 dB e - 4.0 dB. Caso a música fique dando muito "duck" (pulos) procure queimar novamente com uma velocidade menor (tipo 4X)

3)Repassando novamente para o computador.
Agora aqui que vem a mágica: primeira mente você tem que ver o que há disponível em casa e lógico tem que ter um aparelho de DVD ou CD! (se não tem peça emprestado) e fazer o seguinte:

A) Colocar a saída auxiliar do DVD/CD na entrada da placa de som do computador.
B) Tocar a faixa gravada para ver como está o volume no "meter" . Deixe o mesmo entre - 3.5 dB ou - 2.0 dB.
C) Grave a faixa manualmente como se gravasse instrumento

Depois de gravar escute a gravação. Você notará que ela está mais alta e mais aguda. Porém ainda há como aumentar mais. Se você fez correto o processo notará que as ondas não estão achatadas e lembram as ondas de música comercial do s anos 80 (bem curvadas) e agora como aumentar mais ? Simples: coloque um equalizador paramétrico e controle o que está em excesso (graves, médios ou agudos) ou um compressor multibanda e após ele coloque um compressor/limiter e vá aumentando o threshold (ou ratio), deixe o output em - 0.1 dB . Para melhor desemprenho, deixe uma música comercial tocando e aumente o threshold (ou ratio) até chegar ao volume da mesma. Deixe o attack em 25 ms e o release em 250 ms. Se você conseguir fazer a música soar com clareza e alto sem distorcer, parabéns! Senão, tente fazer de novo a mixagem.

4)Outros tipos de entrada
Dependendo o que você tem o seu som pode mudar radicalmente!
Por exemplo, se você colocar o cd numa mesa e da mesa passar para o computador, pode cortar "ao vivo" frequências em excesso além de dar um "boost" na entrada do computador!
Se tiver uma placa compatível com ASIO pode mixar ao vivo com um plugin!
Exprimente!

Abraços e ótimo fim de semana!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acreditamos sempre na liberdade de expressão e na troca de ideias!
Por favor pense antes de comentar!
Se está com alguma dificuldade coloque o e-mail para podemos responder com mais clareza! Abraços! Ótimas Gravações!