sexta-feira, 3 de junho de 2011

Gravação: Fazendo um "estéreo a la KH" parte 2

Salve!!! Pra terminar a semana, vou mostrar a você a segunda parte de como faço um "estéreo a la KH" Aqui dessa vez, vou explicar como ele funciona numa pista. Na minha nova música "Mulher Perfeição" criei várias camadas de guitarras com esse tipo de estéreo, por isso vou explicar como fiz isso usando como exemplo a DAW Sonar (na verdade eu fiz com outra menos popular) as linhas da guitarra. A partir desse exemplo você pode criar qualquer em qualquer outra linha. Uma coisa que faço muito na voz não é usar efeitos, é fazer isso gravando ela em vários ambientes em várias pistas e depois deixar tudo "largo como um coral". Você perde um pouco de campo estéreo, mas evita o uso excessivo de efeitos como "auto tune".

Lembrando, que vou seguir esse esquema abaixo (que você deve ter visto na primeira postagem):









Siga a figura abaixo (clique para ampliar)





















1)Guitarra gravada no canal esquerdo.
Essa guitarra foi gravada vindo direto do processador de efeito (no caso a Vamp2). Os ajustes do som foram fornecidos direto do mesmo.

2)Guitarra gravada no canal direito.
Essa guitarra foi gravada vindo direto da saída amplificador (no o Fender) sem nenhum efeito e com equalização "flat" (zerado).

3)Na guitarra 1 No caso de colocar um plugin aqui se precisar, cabe a você determinar o que quer pois essa pista já está "pré gravada" com efeitos (a menos que seja um som seco também) por isso muito cuidado! Um efeito em cima do outro o som tende a "embolar"!
Já na guitarra 2 como o som está completamente "seco" você coloca o que quiser nele! Por exemplo, se você fez uma linha "rock" pode acrescentar um simulação de amplificador, se você fez um linha funk, pode adicionar aqui um efeito do tipo "phaser", se você linha clássica, pode acrescentar aqui um "delay", enfim o que sua imaginação quiser!

4)No AUX/Master Buss cabe decidir o que você quer fazer. Uma dica: aqui você pode colocar algo que "aqueça" o som como um compressor ou ainda, um "stereo enhancer".


Como evitar "conflito de fases"
Você precisará de um stereo analyser (um analisador de campo estéreo) para medir o balanço dos dois canais monos. Como eles já estão com uma correlação positiva (um pra esquerda e outro pra direita) é mais fácil de ajustar, pois não há invasão de posicionamento de "pan" como acontece quando temos duas pistas completamente estéreo. Uma dica: se o som estiver no meio do analisador como se fosse "uma bola oval" está na fase! Porém não se esqueça que podemos fazer estéreo radical nessas pistas (todo para esquerda ou todo para direita) e depois ajustar todo o som no master.

Engordando o som.
Como você tem "duas pistas" iguais em mono você pode engordar o som! Como? Colando efeitos diferentes nelas. Faça um teste: coloque um reverb na pista esquerda e um chorus na pista direita. Coloque cada um para seu lado e crie um Aux/master buss. Grave outras 2 pistas usando o mesmo processo, coloque cada um para seu lado e crie um novo Aux/master buss. Após isso, coloque qual som você quer para esquerda ou para direita. Outra maneira de fazer isso é deixar as duas nos centro com efeitos diferente e ir "dosando" o volume dos mesmos (deixar a pista principal em evidência).

Abraços!!! Ótimo fim de semana!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acreditamos sempre na liberdade de expressão e na troca de ideias!
Por favor pense antes de comentar!
Se está com alguma dificuldade coloque o e-mail para podemos responder com mais clareza! Abraços! Ótimas Gravações!