sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Gravação: Vale a pena saturar o som?

Salve! Muitas vezes num equipamento como compressor, crossover, excitador, delay, chorus, reverb entre outros encontramos a palavra “drive” sem que esse equipamento seja um específico para guitarra (como um rack, amplificador ou pedal), baixo ou sintetizador. Então o que significa?
Um a função de um circuito Drive é desenvolvido para que quando for acionado ele aumente e comprima o som (por isso temos a distorção) por modo de saturação (ou seja deformar o som). No caso de equipamentos “não espefícicos para guitarra” a função do drive é a mesma do gain (ganho) com o acréscimo da saturação para elevar o volume da música.Trabalhar com o volume e suas várias descrições não fácil (como mostrada nessa postagem) porém é uma coisa necessária para você se aperfeiçoar. As gravações originais geralmente sempre soa mais baixas antes da mixagem e da masterização, porque além de equalização, pan e compressão, é necessário também a finalização do processo.

Vou relatar uma experiência que tive o com o plugin Magneto da Steinberg, onde ele simula uma compressor de fita cuio a função é dar brilho. Primeiramente, ele possue os controles de input, output,speed time, H/F (hi fi) e drive. Na gravação gravei 3 guitarras limpas e 2 sujas e coloquei esse plugin no master da DAW. Na do render das gravações, coloquei input +3.0, output – 0.2,speed time 15, H/F (hi fi) +0.5 e drive 12. As guitarras limpas pulsaram direitinho após o render, porém as guitarra sujas “achataram” e por quê? As guitarras limpas após o render ficaram mais brilhosa com o plugin ativo no master, porque o sinal delas tinha pra onde se expandir. Já as guitarras sujas como achataram não tinham mais pra onde se expandir. O jeito foi fazer o “render” novamente sem o plugin e daí elas pulsaram corretamente.

Achatamento vs Pulsamento

Esse termos não existem, são uma criação minha. Achatamento é quando o som não tem mais pra onde ir e por isso começa a ficar com a de um “quadrado”. Pulsamento é quando som continuo redondo e pulsante e sua forma permanece normal. O Achatamento ocorre quando o threshold (limite) ou o input (entrada) passa o output (saída) e som começa a se deformar. Mas como deixar o som pulsando sem achata-lo e ao mesmo tempo alto?
Nesse caso, você precisará de uma combinação de gravação e plugins.

1)Grave tudo em pelo menos – 3 Db
2)Na pista coloque um plugins de efeito e eq, sempre cortando.
3) No aux da pista coloque um compressor multibanda (aqui sim, você vai ajustando as freqüências)
4)No master coloque um plugin de masterização.
5)Escute no monitor se a música está soando sem estouros e compare o seu volume com um cd comercial.
6)Cada vez que você aumentar um dos parâmetros diminua o outro. Se você aumentar a compressão, diminua a equalização e vice versa.

Saturar ou não saturar?

Dizer que a saturação é obrigatório seria um modo estranho dizer. As músicas comerciais são saturadas, porque senão não teriam o volume final que tem.
A melhor coisa que podemos fazer é “dosar” o sinal da saturação com input (entrada) e o output (saída) a fim de encontramos um som final que não soe embolado. Lembre –se que infelizmente placas de som normais (como as onboard) não possuem um matemática muito boa para processar uma saturação por isso dificilmente com elas vou fazer uma música soar alta sem um bom equipamento de entrada, porém também não é algo impossível.

Abraços!
Bom fim de semana!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acreditamos sempre na liberdade de expressão e na troca de ideias!
Por favor pense antes de comentar!
Se está com alguma dificuldade coloque o e-mail para podemos responder com mais clareza! Abraços! Ótimas Gravações!