segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Regras de ouro para voz – parte 2

Pra começar a segunda parte das “Regras de ouro para voz” de Pex"Mahoney" Tufvesson.

Microfones

Custo

Hoje em dia os microfones custam entre R$ 250,00 há R$ 1000,000. Como por exemplo um Shure Beta 58, Behringer B2 ou AKG. O preço não importa, o que importa é que ele grave bem. Não se torture ao começar achando que seu microfone não está bom para voz, pois existem outros fatores que afetam as gravações.


O Local

Com um microfone sério com um grande diafragma podemos definir o tamanho do mesmo (se tiver essa função) em diferentes anglos. Naturalmente a voz entra sempre pela frente do microfone quando você direciona a boca para o mesmo, porém não é sempre que gravando assim você conseguirá um bom resultado pois um microfone grava na frente porém também atrás.

Por exemplo, um microfone hipercarióide (Rode NT3, Behringer B1) possue um círculo de 120°por isso não é aconselhado gravar perto do computador (devido ao barulho do fan-cooler), perto de locais com tráfico e onde possa haver barulhos de telhado (como chuva) pois isso afeta toda a gravação de voz. Outro exemplo, um microfone simples para não sair todo barulho do computador, basta colocar ele a 180° do mesmo. Sempre deixe o mesmo longe do computador.


Segurando o microfone

Não faça isso! Fazendo isso você terá um monte de ruído abaixo de 100 Hz. Porém essas freqüências (no caso de uma gravação ao vivo) podem serem removida com equalizador “high pass” porém ao fazer deverá aumentar em torno de 100 a 200 Hz se for um vocal masculino ou de 200 a 300 Hz se for vocal feminino para dar presença.

Estéreo ou mono?

Gravar vocal em mono é método mais tradicional, porém acho que você não sentirá a “voz na cabeça ou bem na frente” como em uma gravação comercial.
Se você colocar o vocal de um lado para outro com “pan” (um microfone no canal direito e outro no esquerdo) terá mais efeito, porém se usar um microfone estereo o melhor é usar os canais separados (esquerdo e direito) do que juntos (tudo em estéreo).
Porém deve se ter cuidado com o cancelamento de fases.

Cantando

1.Álcool
Bebida não aumenta seu conhecimento somente alivia a tensão e você se diverte enquanto grava. Porém 95% dos ouvintes vão saber que você está bêbado e não irão entender nada do que você está cantando.

2.Distrações
Todos os cantores são nervosos. O segredo é expor os sentimentos ale da técnica. Sempre tenha alguém de confiança o acompanhado para avaliar seu desempenho.
Não existe perfeição, apenas dias que estamos bom para cantar e outros não.

3.Monitorando a gravação de voz
Use sempre um fone de ouvido, e para não haver vazamentos colocamos o volume em – 10dB. Logicamente, devemos ouvir nossa própria voz no fone de ouvido. Porém se há um atraso na voz (fazendo um efeito de delay) devemos ajustar a “latência” da placa de som para 20 ms. Todas os ruídos (pausas, respirações) podem ser removidas na mixagem.

Efeitos

1)Equalizador
Certo: sempre equalize dando naturalidade, agudos e graves naturais, deve soar com liberdade.
Errado: Com muitos ruídos. Isso vem da gravação do ambiente. Se houver ruídos, quando puxar as freqüências eles virão a tona.

2)Compressor
Certo: Colocar o cantor perto do ouvinte, sem variações bruscas procurando detalhes.
Errado: Tudo soará confuso, distante, sujo e sem compreensão.

3)Auto-tune
Certo: alguém que canta “mais ou menos” soará melhor. Não se ataque toda a parte da canção, mas sim onde as notas sustentam. Se for um bom cantor pode temperar com as notas da escala do piano. Um ótimo dá para encaixar a voz se, grandes ajustes.
Errado: fazer a voz ficar robotizada (o que acontece em 90% das gravações)

4)De-esser
Certo: Em baixos volumes os sons de "sss", "f", "k" e "t"sem destruir o contexto da canção.
Errado: O cantor parece gaguejar.

5)Exciter
Certo: dando brilho a voz ficará bem agradável, grande e audível.
Errado: todos os “sss” aparecem nas altas freqüências.


6)Echo
Certo: o som parecerá natural e a voz está num só caminho.
Errado: o som parecerá... gravado em casa! (cuide disso)

7)Reverb
Certo: O cantor e os instrumentos devem estar juntos no mesmo ambiente, na mesma sala.
Errado: Você cegará tudo. Evite usar reverb na bateria.

Mixando

O vocal principal deve ficar no centro no seu próprio espaço, tempo e freqüência. Não toque instrumentos “solos” ao mesmo tempo da voz. Use equalizador para diferenciar a voz principal dos instrumentos. Equipamentos sempre são bons para gravação, mas quase nunca para mixagem. Cabe a você não importando o computador que está usando resolver todos os conflitos que aparecerem. Ótimas gravações!!!

2 comentários:

  1. MUITO BOM COMENTÁRIO ESTOU QUERENDO FAZER UM HOME EM CASA SÓ Q ESSE NEGÓCIO DE PLACA MÃE PREQUENCIA ESSAS COISAS Q NAUM SEI
    E-MAIL E MSN biozinnho19@hotmail.com
    poderiam me ajudar?
    abraços fiquem na paz

    ResponderExcluir
  2. Ótimas dicas.. valeu!! o blog é ótimo espero que continuem nos ajudando.
    Abç

    ResponderExcluir

Acreditamos sempre na liberdade de expressão e na troca de ideias!
Por favor pense antes de comentar!
Se está com alguma dificuldade coloque o e-mail para podemos responder com mais clareza! Abraços! Ótimas Gravações!