segunda-feira, 5 de julho de 2010

Video Aula: Estilo Legião Urbana

Salve Músiconauta! Com o crescente número de vídeo aulas no sites, vou separar algumas comentados por mim, para enriquecer mais vocabulário musical. Aqui tudo é direcionado para nosso objetivo: gravação, mixagem e produção. Hoje vou falar um pouco sobre uma das melhores bandas do rock nacional: Legião Urbana.

A Banda
Legião Urbana é minha principal fonte de inspiração quando se trata de letras que falam de sentimentos. Ela surgiu no cenário de Brasília nos anos 80 guiados por um “maluco beleza” chamado Renato Russo que sempre teve afinidade com as câmeras. Junto com ele o guitarrista Dado Villa Lobos, o baixista Renato Teixeira e o Baterista Marcelo Bonfá e fizeram a banda que marcou o rock da década de 1980. O resto está aqui nesse link.

O estilo
Legião urbana foi taxada como Country Rock (na época diziam que as bandas brasileiras faziam “pastiche” das bandas internacionais) porém desde do início começou a misturar estilos dentro dos seus discos: Que país é este lembra um rock psicodélico sem solo, Faroeste caboclo mistura 3 estilos (country, reagge, rock) ao passar da música, o punk de Química, Synth POP com Angra dos Reis e Por Enquanto, Quando o sol bater na janela do seu quarto um Sweet Rock, Perfeição rap com instrumentação rock e a música estilo medieval de Monte Castelo.

Vocal:Renato Russo era um verdadeiro, show man. Nos shows brincava com o público, pedia ajuda com as letras quando esquecia, tocava piano ou teclado quando era preciso e fazia performance selvagens e polêmicas. Sua voz Grave fazia parte de sua pessoa e da definição do som da Legião.

Guitarra: Como The Edge (U2) Dado Villa Lobos foi na contra mão da guitarra. Na época muitos guitarristas inspirados por Van Halen, Malmsteen, Vinnie Moore, Steve Vai queriam tocar “1000 notas por segundo”, Dado optou apenas por fazer “show cheios” e necessários. O fato é que suas harmonias são repletas de acordes “típicos de hit” (sus, 9º, 4º e 7º) pouco se vê dissonância ou tétrades. Não espere ver solos, pois eles sempre fazia os mesmos curtos e diretos (mais como arranjos) mas a introdução de Tempo Perdido, Faroeste Caboblo, Pais e filhos, Que país é este e os harmônicos de Ainda é Cedo são marcantes.


Baixo: Renato Teixeira, entrou de “para quedas na banda” e ninguém sabe por que saiu da mesma maneira. O seu baixo não tinha muitas “firulas”, um bom baixo rock e quando precisa mudar o estilo mudava sem problemas. A prova disso é a introdução de Ainda Cedo, um simples “feijão com arroz” bem feito.

Bateria: Marcelo Bonfá assim como o baixista também não fazia nenhuma firula, mas deixava sempre a banda redonda. A prova disso é que o que vemos nos shows é o tempo exato que ouvimos no CD.

A Vídeo aula

Pra entender bem o estilo de Dados Villa lobos, essa aula do site do www.cifraclub.com.br mostra exatamente o que ele faz.




Note que as notas D5 Dsus 5 D Am e D5 Dsus 5 D Am são uma seqüência bem simples que um novato com apenas algumas semanas de aula pode tocar. A grande sonoridade e as notas fáceis fazem do Legião Urbana uma das melhores bandas pra começar a tocar. Para os experientes perceba que uma música não precisa de “um milhão notas” pra soar bonita.

As Músicas

1) Tempo Perdido



Essa música faz parte do disco “Dois”. A introdução da música não há como descrever. Como alguém pode montar uma introdução tão bela com acordes? Os acordes não passam de uma seqüência de Em, D, C, G e B7. Vale a pena verificar a tabulatura dela, aqui. A letra da música descreve bem o sentimento de “juventude perdida” da metade da década de 1980.

Indíos




Quando essa música foi gravada em 1986 era o “boom” synth pop inglês e alemão e a new age. Essa música tem um dos temas mais belos do teclado que conheço, além de ter uma bela levada feita em bateria eletrônica. É uma música tensa com uma letra marcante que te pega na primeira audição. Essa música também presente no disco “Dois”.


O que pode ser aprender com a banda

Vocalistas
Você não precisa dar agudos gigantescos ou ser rouco para fazer um bom rock. Renato Russo sempre cantou no estilo barítono (grave) e ninguém nunca reclamou. O sua atitude (até polêmica) nos palcos era real, muito diferente de certas bandas que vemos esses dias cuja a atitude é “pastiche” de si mesmo.

Guitarristas
Assim como a voz, os guitarristas com pouco “dicionário” de notas e escalas também pode fazer várias harmonias belas e melódicas. Em certas bandas, “voar pelo braço” não casa. Um bom “suingue” é importante e muitas vezes saber fazer músicas com poucas notas pode sair grandes sucessos.


Tecladistas
Legião Urbana usava pouco teclados pois não havia um alguém oficialmente o instrumentos (Renato Russo, Dado Villa Lobos e Marcelo Bonfá se revisavam nos teclados), porém como alguém pode sentar na frente do piano e inventar uma coisa tão melódica como “Ainda é Cedo” e “Índios” é fora de série. A prova que muitas vezes mesmo você não sabendo um instrumento pode fazer belas coisas com o mesmo.

Baixistas
Aos baixistas nem sei o que comentar, porque a banda nunca teve um baixista oficial. Talvez eu resuma tudo dizendo que era um baixo consistente e trabalhado do que técnico propriamente dito. É um baixo típico do rock e hard rock.


Bateristas
Marcelo Bonfá tinha um domínio muito bom na bateria e em vários instrumentos (trazia tudo isso para sua bateria). Porém a maioria das músicas não possue baterias complicadas. Para um iniciante assim como a guitarra, fazer “cover” do Legião é uma ótima pedida, pois são músicas simples de tocar e que todo mundo conhece.

Para quem grava, mixa ou produz
Se você quiser fazer um som característico dos anos 80 não precisa nada mais que Legião Urbana. Seu padrão de gravação e mixagem são típicos da época: bateria com reverb misturada com eletrônica, vocal com hall, baixo forte sempre alternando entre colcheias e semi colcheias, guitarras no estilo “stratocaster” com delay e chorus.

Audição essencial:
Tempo perdido, Ainda é cedo, Angra dos Reis, Eu era um lobisomem juvenil, Índios, Será, Soldados, Teorema, Sete Cidades, Monte Castelo, Teatro dos vampiros, Que país é este, Se fiquei esperando meu amor passar, Quando o som bater na janela do teu quarto.


Site oficial
Legião Urbana

2 comentários:

  1. COMO UMA SIMPLIS FÃ DO LEGIAÕ , AGORA SOU SUA TBM , SABE O QUE DIZ COM PRIORIDADE, E MUITA COMPETENCIA PROFISSIONAL , PARABÉNS......BAY GEANNY LIMA.

    ResponderExcluir
  2. o baixista da legião se chama RENATO ROCHA e não renato teixeira,de onde vc tirou esse renato teixeira?

    ResponderExcluir

Acreditamos sempre na liberdade de expressão e na troca de ideias!
Por favor pense antes de comentar!
Se está com alguma dificuldade coloque o e-mail para podemos responder com mais clareza! Abraços! Ótimas Gravações!