quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Análise de músicas famosas:Pantera - Cowboys from hell

A história:
De cara é um “metal comercial”, foi feita mais pra mostrar a técnica do guitar hero Dimebag Darrell's . O título da música além de ser o nome do CD é uma referência que a banda veio do Texas, estado americano onde aconteceu a lenda dos Cowboys um estado que não tinha nenhuma banda famosa no estilo do metal.




Vídeo da Música (ao vivo)




A letra

Na minha opinião, acho que a letra não tem muito haver. A banda se concentrou na música em si do que passar uma mensagem. Pesquisei sobre a história da letra na internet e não achei quase nada. É aquele tipo de letra que você decide o que ele está falando.

Link da letra com a tradução
http://letras.terra.com.br/pantera/30013/traducao.html

Integrantes
Phil Anselmo - vocal
Dimebag Darrel (Darrell Abbott) - guitarra
Rex Brown (Rex Rocker) - baixo
Vinnie Paul Abbott (Vincent Abbott) - bateria



Guitarras

Primeira parte/Segunda Parte
A maioria dos grupos de Heavy Metal, Trash Metal, New Metal e Black Metal alternam em “bordões” (a sexta corda) as afinações mais típicas são a padrão (EADGBE), drop d (DADGBD) e drop C (CGD#GCD#). Nesse caso é um afinação padrão.
Se fosse usar somente um violão a música toda ficaria em Mi menor. Curiosamente a a música não possue um refrão definido, sendo muito parecida com um Funk Metal.
O vídeo abaixo mostra a execução do riff e do solo pelo guitarrista Miekan kantaja.





Dimebag Darrel sempre foi fã de distorção transistorizada indo na contra mão da maioria dos guitarristas que preferem distorção valvulada. Seus cabeçotes eram Randall tomente mexidos e para conseguir um som bem parecido você pode usar o pedal feito em parceria com a MXR: o Dime Distortion. Aliás, o Native Instruments Guita rig simula muito bem esse pedal. A distorção do lado esquerdo é seca, a do lado direito leva um Flanger bem sutil. A guitarra é a sua famosa Dean personalizada. Gosto muito da distorção ela é bem na cara.

Guitarra Solo e arranjos
A preparação para o solo e a base do mesmo é bem interessante.
Primeiro um Power Chord de C, seguido de um A/C# (algo incomum no metal) e D e ainda há tornround (para voltar para o dó) de A# A G# G. O solo é típico de Dime, com um monte de sextinas velocidade da luz. O link abaixo mostra a tabulatura completa da guitarra:

http://cifraclub.terra.com.br/pantera/cowboys-from-hell/

Baixo
Rex Rocker segue a famosa linha das músicas metal, dobrando o baixo com a guitarra e de vez em quando fazendo um arranjo o ou outro. Você pode conferir a linha do baixo aqui:

http://cifraclub.terra.com.br/pantera/cowboys-from-hell/tabs-baixo/

Rex é um baixista eclético formado por incrível que pareça em Jazz. Não sei ao certo que baixo ele usou para gravar, pois ele trabalhava com inúmeros baixos e amplificadores antes virar endosser da Gibson e da Marshall. Ele também gosta de usar efeitos principalmente o chorus.

Bateria
Os fãs de Pantera Sabem que Vinnie Paul Abbott é o irmão de Dime. A bateria também é atípica as baterias de metal, pois invés de seguir a progressão de pedal duplo e caixa, ele mistura alguns ingredientes da música progressiva, já que ele é fã de Rush. Ele toca com uma bateria Pearl MXR e pratos e xipos Sabian.
Abaixo a tabulatura da bateria.
http://www.mxtabs.net/view/tab/41599/pantera/cowboys_from_hell/

Vocal
O vocal de Phil Enselmo nessa gravação é um belo exemplo de como misturar uma voz com uma distorção “na cara”. Uma coisa que notei de cara, que a voz é seca e provavelmente no lugar do reverb temos um delay de curtíssimo tempo quase imperceptível que é aumentado quando o mesmo dá seus gritos seguidos de pausa. Provavelmente o vocal foi dobrado, pois dá pra sentir a voz saindo dos dois falantes ao mesmo tempo e pequenos contra tempos diferentes.

Posição da gravação
Aqui novamente tudo segue a posição de palco de uma banda:
Bateria no centro sendo as peça dividas nos canais conforme sua posição, baixo no centro. Porém a guitarra é seca no lado esquerdo e com Flanger no lado direito. São duas guitarras na música para cada canal, as vezes uma intercala com a outra e às vezes uma muda de freqüência para sobressair a outra. Há mais uma guitarra solo que provavelmente foi dobrada.

Site oficial da banda

http://www.pantera.com/

Um comentário:

  1. Pow cara, muito bom, muito bom MESMO, vou tentar usar essa afinação C na minha condor XD
    Quando eu tiver uma banda enviarei para a análise.
    Alguma sugestão de como fazer aqueles "gritos" na guitarra? meus pich harmonic estão longe dos do Dimebag.

    ResponderExcluir

Acreditamos sempre na liberdade de expressão e na troca de ideias!
Por favor pense antes de comentar!
Se está com alguma dificuldade coloque o e-mail para podemos responder com mais clareza! Abraços! Ótimas Gravações!