sábado, 3 de junho de 2017

O som do futuro

Postado originalmente em 09/11/2009
Esses dias (em 2009) estava vendo o site da "Globo", onde um monte de gente estava numa festa de que era só ele com um violão e um outro um cara (bem escondido e fora do palco lógico) soltando a programações da músicas (os playbacks) com o programa Fruit Loops ou Reason 4, mas não tenho certeza....A evolução "das bandas de um homem só" começou primeiro com a bateria eletrônica, depois com o General Midi, muita gente até hoje usa o MD e o CD (com playbacks previamente gravados) e agora com o fácil acesso a notebook e laptops, programas que reproduzem General Midi em formato de VSTi ou samples.
o lançamento de um CD de um artista da Som Livre. Até aí nada de mais, mas o que me chamou a atenção,
Como já comentei antes, muita gente (a maioria) torce o nariz para isso, porém ao chegar numa grande gravadora descobre que muitos produtores preferem usar Vsti ou samples, para poupar "tempo no estúdio". Pela lógica (não sei se estou certo) esse artistas pegou as "trilhas de estúdio" e tocou no computador, sem precisar de uma banda de apoio.

Tenho uma história: uma vez no Paraná tinha um show de rock que fui com várias bandas. As bandas eram muito boas, mas um dos shows me chamou a atenção. Para o evento foi montado dois palcos: A e B, e nesse dia no palco A estava se apresentando uma banda eu estava por lá mas via que o som do palco B estava muito bom, quando cheguei no palco B e olhei não acreditei:


um guitarrista....Usando um midi player muito famoso, o Roland SC550. O seu equipamento de guitarra era igual o David Gilmour e confesso que até hoje não sei como ele tirava um som "tão real". Fui conversar com ele no final do show, ele me disse que tinha uma banda no estilo do Pink Floyd e que fazia uma semana que tinham terminado a mesma.... Então como ele já fazia isso em bares, resolveu fazer isso no festival pois já tinha escrito a banda e pessoal deu pra trás.
Vi muito isso em bares de Porto Alegre, mas num show para um público roqueiro foi a primeira vez e pessoal adorou.
Muitas duplas sertanejas fazem tempos que usam essa configuração: 1 teclado, 1 guitarra ou violão.... Isso não é novidade, já que formação de duplas "synthpop" é isso mesmo, mas o que leva uma(s) pessoa(s) apelar para uma coisa "tão artificial"?
Já comentei que no caso dos produtores é para poupar "hora de estúdios", já para as pessoas porque muitas vezes tem talento mas não conseguem ter banda, pois na verdade, ter uma banda é uma coisa que precisa de muita "quimíca" onde todas as cabeças se compreendam, por isso antes com a bateria eletrônica, depois com MIDI e agora com o VSTi, cada vez mais isso pode ser tonar o som do futuro. Não que as bandas vão acabar, mas pessoas que são muito criativas usuram cada vez mais o recurso da tecnologia para expor suas idéias!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acreditamos sempre na liberdade de expressão e na troca de ideias!
Por favor pense antes de comentar!
Se está com alguma dificuldade coloque o e-mail para podemos responder com mais clareza! Abraços! Ótimas Gravações!